Número total de visualizações de página

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Uma geringonça ao sabor do vento

A UTAO, organismo criado pela Assembleia da República como Unidade Técnica de Apoio ao Orçamento, considera que o Programa de Estabilidade não prevê nenhuma medida de consolidação permanente significativa. O que significa que, sem a queda esperada nos juros, o resultado trará um agravamento nas contas.
Nenhuma medida estrutural, pois. Mudando o vento favorável, novamente as finanças públicas à deriva. E a economia, por arrasto, a ter que pagar mais impostos. Que, pelo sim, pelo não, o Programa de Estabilidade já prevê. Indirectos, para disfarçar que existem, como é apanágio da geringonça.

1 comentário:

João José Horta Nobre disse...

A actual elite que saqueia Portugal, é o fruto podre nascido a partir de 43 anos de "democracia" abrilesca ao serviço do Globalismo. Esta gente e que ninguém tenha a menor dúvida sobre isto, está apostada em destruir Portugal, custe o que custar. Neste momento temos um País que tem membros-convidados do Clube Bilderberg, tanto a ocupar o cargo de Primeiro-Ministro, como o cargo de Presidente da República. Por sua vez, o patético governo da "geringonça", é composto por uma miscelânea de tarados onde podemos encontrar marxistas ortodoxos, socialistas, maçons, neo-marxistas (Escola de Frankfurt), maoistas, estalinistas, trotskistas e certamente que também algumas bichas excitadas e a pensar em mudar de sexo, género ou o raio que as parta.

A Nova Ordem Mundial só poderá ser erguida sobre as ruínas das nações e é exactamente este facto, que faz com que o "sistema" se empenhe com tanto vigor e energia em combater fanaticamente tudo aquilo que lhe cheire a Nacionalismo ou Identitarismo.

De modo a que o Plano Kalergi possa triunfar, é essencial que todas as réstias de identidade nacional ou étnica sejam eliminadas. O objectivo deste sinistro plano para os senhores da Nova Ordem, é criar uma sociedade atomizada, hedonista e sem qualquer espécie de identidade comum. No fundo, trata-se de criar um "homem novo", adaptado para viver no futuro Governo Mundial Totalitário que está desde há muito planeado.

Aqueles que hoje amaldiçoam os nacionalistas e fazem troça da nossa causa, deviam de pensar duas vezes, pois nós somos a última linha de defesa que resta contra a tirania globalista/sionista. Se acham mesmo que os nacionalistas "são maus" e que têm umas "ideias estranhas", então esperem só pela imposição do Governo Mundial Totalitário e logo vão ver o que é que vai ser mesmo mau e estranho.

Ainda é possível derrotar a Nova Ordem Mundial. Não está ainda tudo perdido, mas já não há tempo a perder, pois a cada dia que passa estamos cada vez mais perto do ponto de não retorno. É necessário que haja união patriótica e esta união deve de ter como ponto comum um único objectivo absolutamente essencial: a derrota das forças políticas e sociais ao serviço da Nova Ordem Mundial e do Globalismo, que tem atrás de si a "mão invisível" do Supremacismo Judaico organizado. Derrotar este némesis, verdadeiramente, é a única coisa que interessa. Se falharmos na nossa missão, nada restará não apenas de Portugal, mas da própria Civilização.

Mais aqui:

http://historiamaximus.blogspot.pt/2018/04/a-actual-elite-que-saqueia-portugal-e-o.html