Número total de visualizações de página

sexta-feira, 3 de abril de 2020

O Quarta República há 10 anos

Saudades de um tempo sem quarentena

sábado, 3 de abril de 2010 ( sábado de aleluia)

Viagem à Namíbia-III- Um texto do José Mário Ferreira de Almeida 

Dias 3 e 4 - Sossusvlei – Swakopmund e Walvis Bay. Saída do deserto das gigantescas dunas vermelhas para o litoral das dunas alvas pela tarde e cor de pêssego pela manhã. O paraíso dos desportos radicais na areia. Chegada a Swakopmund com uns 10º de temperatura depois de atravessarmos quase 400 km de deserto e estepe sob uns abrasadores 43º. Visita às duas cidades banhadas pela corrente fria de Benguela em que os nevoeiros são permanentes. As mensagens de promoção turística – surpreendentemente organizado e estruturado o turismo neste País! – dizem que é aqui que a Costa dos Esqueletos ganha vida. Apesar de ser Semana Santa numa Nação de 85% de católicos, deu para sentir porque a Namíbia é um exemplo de paz social e de progresso mais lento do que alguns dos países da região, mas seguramente mais sustentado.
Dia 5 – Swakopmund – Damaraland. A já habitual saída madrugadora para mais 350 Km de um nova etapa, em direcção a norte, que nos aproximará do Etosha Park. Haverá acesso à Internet? Logo se verá...

1 comentário:

JM Ferreira de Almeida disse...

Forte abraço, Pinho Cardão.
Recordações de tempos de maior liberdade. Dias que regressarão, e com eles o convívio franco que tanto nos deu.