Número total de visualizações de página

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Tudo vai bem, senhor 1º ministro!...

O crescimento de que a geringonça se pode verdadeiramente  orgulhar, já que foi a única responsável, é o da dívida pública, que ultrapassou em Agosto o valor de 250.000 milhões de euros, mais 24 mil milhões em relação a Dezembro de 2015, e mais 14 mil milhões em relação a Dezembro do ano passado. 
Tratando-se de valores que superam de forma colossal os menores défices orçamentais de sempre, resta perguntar  qual o destino de tal endividamento. Claro que há razões estruturais ( aquisição de activos, depósitos, etc) para explicar a diferença entre o acréscimo do endividamento e as necessidades de cobertura do défice. Mas acontece que tais razões nunca foram explicadas, situação que, face à verborreia propagandística da geringonça, deixa pressupor que há algo a esconder. Por exemplo, desorçamentações, despesa corrente que vai directamente à dívida, o que, para além de uma rasteira habilidade, configura uma imperdoável ilegalidade. 
Obviamente, e tal como nas empresas, mais tarde ou mais cedo, tudo vai dar à Tesouraria. Nas contas do Estado, e como se vê, nem é preciso esperar muito.
Entretanto, e como diz a canção, tout va bien, Madame la Marquise... 

3 comentários:

José Domingos disse...

Depois do que aconteceu no domingo, por exemplo em oeiras, onde ficou claro que a reinserção social, funciona muito bem neste país, o que me deixa particularmente emocionado.
Com os olhos marejados de lágrimas, assisti ao documentário da reunião, no mai, da bimba residente com a bimba futura residente, deveras importante a indígena "amaricana", para ter tratamento vip. A saloia deve ter ligado e enviado selfies, para tudo o que lhe é conhecido, a relatar a sua importância no panorama nacional. Só faltou o pastel de belém.
De facto um país de pindéricos, armados ao fino, tipo novo riquismo.

Pinho Cardão disse...

Vi na TV a lamentável figura da madame la ministre a espreitar à porta do gabinete se a ilustre visita estava a chegar!...
Espantoso!...

osátiro disse...

Obviamente, o valor monstruoso da dívida só foi tornado público depois das eleições...............não fosse essa cambada da direita aproveitar para questionar o "tudo vai bem"....