Número total de visualizações de página

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Idiota útil e cobardolas

Depois de ter ateado um incêndio na Catalunha, o Senhor Puidgemont pôs-se a monte e fugiu para a Bélgica, acompanhado de alguns dos seus comparsas. Mais que um idiota político ao serviço dos movimentos extremistas que lideraram a luta pela "independência", um verdadeiro cobarde. 
Agora, outros que resolvam o problema que deixou.  

6 comentários:

Bartolomeu disse...

Esse incêndio ateou-se a partir do resultado de um referendo - 2.020.144 de votos sim - equivalentes á percentagem de 90,09.
Após estes resultados obtidos contra a vontade do governo central e sob as ações fortemente dissuasoras das forças policiais, a Espanha manifestou-se contra a independência da Catalunha.
Ou seja; no meu condomínio, sou obrigado a concordar com todas as decisões tomadas na reunião de condóminos e que serão pagas também por mim, que já contribuo mensalmente com uma renda da qual uma fatia considerável se destina a um fundo de reserva constituído para acudir a qualquer reparação urgente nas partes comuns. Democracia? Isso é alguma coisa que se coma? Ou é alguma coisa que se encontra em estado-de-coma?!

Buíça disse...

Confesso que não entendo o que o surpreende em os povos quererem ser donos do seu destino. Ainda por cima quando têm lingua e cultura próprias e são diariamente obrigados a contribuír para governos centrais cada vez mais evidentemente corruptos.
Os catalães vão votar as vezes que forem preciso. Enquanto não inventarem a interpretação constitucional de que qualquer castelhano pode ir lá votar na Catalunha as opiniões não mudam à bastonada. Se no actual parlamento os Catalães tinha eleito 70 em 135 deputados que estavam dispostos a declarar a independência a qualquer custo, veremos depois do bullying e bastonadas quantos serão. E ainda há muitos que não votaram esta independência por não concordarem com o processo sem deixarem de querer sempre mais autonomia e ou independência.
Qual é a opção? Ser um corrupto de Madrid a mandar? Baixar a bolinha depois de umas bastonadas? Ou ouvir um distante vasconcelos qualquer sobre o que é melhor para eles?

Pinho Cardão disse...

Caro Bartolomeu:
Pois seja bem (re)aparecido!
Quanto ao referendo, bom, o meu amigo sabe como foi organizado? Sabe se houve fiscalização nas urnas? Sabe se havia boletins de voto ou boletins ad-hoc para a ocasião? Sabe se as assembleias de voto funcionaram de forma correcta? Julgo que a imprensa espanhola e a da catalunha são livres, e muita dela expressou todas as dúvidas sobre a autenticidade do sufrágio.
Na Escócia,ao contrário, os referendos foram bem organizados e fiscalizados e ninguém os contestou.

Bartolomeu disse...

Não sei. Não sou Catalão, nem estive na Catalunha. Estive somente atento aos telejornais e li algumas notícias nos jornais on-line. Daí, formei a ideia tola de que tinha havido um movimento significativo (talvez umas dezenas de milhar, mais um, menos um) de Catalães que se manifestaram nas ruas de Barcelona enfrentando a policia com uma coragem que me levou a acreditar na verdade das suas reivindicações. Mas pronto, agora fiquei esclarecido. Ninguém para além do fraudulento Sr. Puid quis aquela palhaçada do sufrágio. Afinal, os milhares de cidadãos que foram ás urnas a fingir, e colocaram a cruz no quadradinho a fingir, no boletim a fingir... não foram mais que figurantes de uma opera bufa. Coisas da democracia.

mensagensnanett disse...

UM BANDO DE PALHAÇOS NA HISTÓRIA!
-» Palhaços, um bando de palhaços na história: os europeus anti-separatismo.
[um exemplo: o palhaço espanhol Rajoy pode ter montes de mercenários ao seu dispor, mas não passa dum palhaço]
---» TODA A GENTE SABE QUE O GRANDE PROBLEMA DOS EUROPEUS ANTI-SEPARATISMO É ESTE: ficarem com menos património para poderem desbaratar/vender...
.
.
-» Os europeus anti-separatistas não trabalham para a sustentabilidade (média de 2.1 filhos por mulher) da comunidade nativa.
-» Os europeus anti-separatistas andam por aí a lamber-as-botas aos salvadores da demografia... andam inclusive... a lamber-as-botas à boa produção demográfica daqueles que tratam as mulheres como úteros ambulantes (ex: islâmicos).
.
---»»» Não vai restar pedra sobre pedra: na Europa a propriedade pública, e a propriedade privada tradicional ESTÃO A DESAPARECER... está tudo a ser vendido a multinacionais e a oligarcas (africanos, do médio oriente, etc).
.
.
.
Mais:
-» Os palhaços dos europeus anti-separatismo trabalham como lacaios/mercenários ao serviço da alta finança (capital global) -» trabalham para a eliminação de fronteiras... nota: a alta finança ambiciona terraplanar as Identidades, dividir/dissolver as Nações para reinar...
-» Os mercenários europeus - tal como a alta finança - são intolerantes para com os povos autóctones (economicamente pouco rentáveis) que procuram sobreviver pacatamente, e ao seu ritmo, no planeta.
.
.
Uma nota: tal como seria de esperar,os lacaios/mercenários não têm falado neste caso: em pleno século XXI tribos da Amazónia têm estado a ser massacradas por madeireiros, garimpeiros, fazendeiros com o intuito de lhes roubarem as terras... muitas das quais para serem vendidas posteriormente a multinacionais (uma obs: é imenso o património no Brasil que tem estado a ser vendido à alta finança).

Pinho Cardão disse...

Caro Bartolomeu:
O meu post não foi sobre a independência da Catalunha, mas sobre a "fuga" do Puidgemont. E, sendo como diz, mais condenável é a deserção do homem que se dizia líder, deixando as "tropas" entregues a si próprias. Ou não acredita em si, ou não acredita nas tropas.
Aliás, teve outra decisão verdadeiramente extraordinária: decretou a independência e, perante a posição do governo central,afirmou que o seu partido concorrerá às eleições de Dezembro marcadas pelo poder central espanhol...