Número total de visualizações de página

domingo, 16 de agosto de 2015

Coisas simples complicadas...

O bom senso é um bem escasso. E sendo escasso tem muito valor. A sua falta, nos tempos que correm, é bem notada. Não admira que tenha para quem não o tem custos por vezes elevados. E a escassez nada tem que ver com a silly season que muitos gostam de associar ao não passa nada ou se passa alguma coisa é coisa tonta ou sem sentido. A escassez do bom senso não tem estações, não está sujeita aos fenómenos da natureza. Só tem que ver, mesmo, com o fenómeno humano. Vem isto a propósito de uma frase que hoje ouvi que me pareceu muito apropriada para definir o bom senso ou a falta dele: sei que posso fazer tudo, mas nem tudo posso fazer! Simples, mas igualmente complicado...

4 comentários:

Bartolomeu disse...

Permita-me que acrescente, cara Drª Margarida; não basta, para que um bem tenha muito valor, a sua escassez. É necessário também, que tenha muita procura o que, nos tempos que correm, não me parece que se passe relativamente ao "bom senso", pelo contrário.
A frase... é quase atentatória aos direitos autorais de Mm. Lili Caneças...

Margarida Corrêa de Aguiar disse...

Caro Bartolomeu
No meio das verdades é sempre possível juntar algum humor!

Tavares Moreira disse...

Cara Margarida,

Suspeito que a frase (muito bela, de pungente recorte literário) que cita no seu Post é da autoria de um candidato a Belém que, por sinal, tem merecido o apoio entusiástico do Pinho Cardão...ou estarei enganado?

Margarida Corrêa de Aguiar disse...

Dr. Tavares Moreira
Por acaso não é! Não tem as ambições do candidato, mas não lhe fica atrás em "recorte literário"!