Número total de visualizações de página

sexta-feira, 17 de março de 2017

Quem te avisa teu inimigo é!....

Afinal, tanto truque, tanto engano, tanta mentira,  tanta retórica perdida!...A Standard & Poor’s manteve esta sexta-feira a nota de Portugal ao mesmo nível (BB+) do antecedente. Pior, com perspectiva estável, o que indica que a agência conta manter nos próximos tempos a actual notação. 
E o Ministro das Finanças alemão lá vai avisando também...
Todavia, tempo perdido. Agência de rating e ministro já foram zurzidos pela geringonça. Sinais do tempo novo: quem te avisa, teu inimigo é.

5 comentários:

Manuel Silva disse...

Sr. Pinho Cardão:
E a Standart & Poor's quando emitiu esta nota ainda não conhecia estes números (em todas as suas variáveis), senão ainda teria sido pior: passávamos a lixo do lixo.
Talvez para um B+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
Atividade económica aumenta há quatro meses consecutivos (em todas as suas variáveis)
https://eco.pt/2017/03/17/atividade-economica-aumenta-ha-quatro-meses-consecutivos/
Bem informados estiveram os mercados, trataram logo de comprar dívida portuguesa ao mais alto valor de juros negativos de sempre, para se precaverem de algo melhor que, por engano, pudesse acontecer à economia portuguesa.
Se a cegueira sectária político-partidária pagasse imposto, resolvíamos de vez o défice (para 0%) e até a Dívida (para 60% do PIB).
-------------
P. S. Estranhei o sei silêncio quando das execráveis justificações do Paulo Núncio sobre a não publicação das estatísticas das transferências para as offshores.
E sobre as estapafúrdias declarações da ex-ministra Cristas de que no Conselho de Ministros nunca se discutiu a situação na banca
Ou que assinou de cruz, por e-mail, a resolução do BES.
Ou as não menos estapafúrdia declaração de Passos Coelho a mandar calá-la.
O senhor devia ir rapidamente ao Registo Civil mudar o nome para: António Pinho Cardão Leal Coelho.

Carlos Sério disse...

E o Diabo que não aparece!!!

Fernando S disse...

MANUEL SILVA : "Atividade económica aumenta há quatro meses consecutivos (em todas as suas variáveis)"

Mas a actividade económica já estava a crescer há muitos mais meses com o governo anterior ...
E estava já a crescer mais ...
E as condições externas eram menos favoráveis do que são hoje (BCE, crescimento do Pib no exterior, preço do petróleo, câmbio do Euro, turismo a fugir destinos com terrorismo, etc)...
E as reformas estruturais de que o pais precisa não tinham sido revertidas ou adiadas "sine die" ...

Ou seja, os observadores, as agências, os investidores, os mercados, etc ... todos percebem que o crescimento actual é insuficiente e frágil e percebem ainda que a situação das contas públicas está hoje pior do que estava (a divida publica a crescer apesar de cativações nas despesas correntes, de cortes no investimento, e de receitas extraordinárias) ...
Ou seja, com o governo anterior a economia estaria a crescer mais e melhor e as contas públicas estariam a consolidar de forma sustentável (a divida pública em % do Pib tinha começado a descer ... agora sobe) ...

Não é dificil perceber porque razão os mercados continuam a penalizar os juros da divida publica a prazo (a de curto prazo não é relevante porque é uma aplicação de parqueamento e ninguém pensa que o pais vá já à falência) e porque é que as agências de rating mantêm o pais no lixo (com o governo anterior já teria saido no final de 2015 ou em 2016) !!

Fernando S disse...

CARLOS SERIO : "E o Diabo que não aparece!!!"

Já cá está !... Veio com a "geringonça" !!

Pinho Cardão disse...

Caro Fernando S:
Tem toda a razão nos seus comentários. E o pior cego é o que não quer ver.