Número total de visualizações de página

terça-feira, 24 de março de 2015

Arte Nova

Desculpem-me os espíritos mais sensíveis, mas esta noticia do Publico trouxe-me a recordação de uma outra obra de arte, que a foto abaixo documenta, achada do outro lado do Atlântico, através da qual o autor expressa exatamente o que sinto e penso sobre a que dá mote à referida notícia.



2 comentários:

JM Ferreira de Almeida disse...

Por uma qualquer misteriosa razão, o posto de teor equivalente a este desapareceu. Como não sou muito adepto das teorias da conspiração, ter-se-à tratado, julgo, de um incidente daqueles que são dificeis de compreender neste espaço que não controlamos. Apercebi-me do apagamento pela "queixa" de Bartolomeu no post antecedente, Bartolomeu que subscreve a intrépida tese do lapis vermelho.
Tinha, pelo menos, uma anotação deste nosso ilustre comentador a quem peço, sendo-lhe possivel e caso o queira, o favor de repor.

Bartolomeu disse...

Não subscrevo coisa nenhuma, caro Amigo; muito menos aquilo que sirva o fim de cercear a liberdade de expressão de cada um.
Como já não me recordo daquilo que comentei, exceto que começava por: "A vida é uma merda..." vou agora comentar de outra forma e até, talvez, no sentido inverso. ;) ;)

Se toda a arte agora é merda
E se a vida também é arte
Que a vida não seja uma perda
Só porque há merda em toda a parte

E se não sabemos transformar
A merda, em arte para a vida.
Vivendo a vida no meio da merda
Aprendamos então a pintar
A merda que há no mundo com uma tinta colorida,
Verde-esperança, brilhante, cor da erva