Número total de visualizações de página

terça-feira, 24 de março de 2015

Pequeno apontamento

Só o Advogado sabe a pressão enorme que sobre ele se abate nos casos em que sente espezinhadas regras e princípios fundamentais do Direito; ou naquelas situações em que pugna pelos direitos do seu constituinte sem as mesmas armas do seu adversário circunstancial. Mas é justamente nestes casos que se exige do Advogado um autocontrolo à medida da pressão. Desde logo porque o descontrolo, se atinge a imagem do patrono, prejudica sobretudo - e muitas vezes de forma irremediável - os interesses do seu cliente.

4 comentários:

Pinho Cardão disse...

Uma inteiríssima verdade, caro Ferreira de Almeida.
E não só no que respeita aos advogados.

Bartolomeu disse...

O lápis vermelho da censura invadiu o "quarta", ou o comentário que escrevi no post apagado foi de tal forma inconveniente, que o autor decidiu que o melhor seria da-lo como nado-morto?
Ou... verificou-se que a fórmula estaria errada?
Que nem tudo o que é merda, reuna condições para que se possa considerar, arte...

JM Ferreira de Almeida disse...

Não foi só o comentário, foi o próprio post!
Voltará, assim que encontre o link para a notícia que motivou o post, pedindo e agradecendo ao Bartolomeu o incómodo de repor o que tinha comentado.

ainda ha disse...

Sem qualquer importância: a cor do lápis da censura do estado novo era AZUL.