Número total de visualizações de página

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Partilho...

... este texto de Ferreira Fernandes. É o mínimo que posso fazer no meio desta mansidão coletiva que tudo consente, designadamente a perfídia do roubo das almas de que fala o cronista, transformada no realty show que o povo adora. Estou em vias de não esperar nada mais desta sociedade que não reage, porque não reconhece o mais baixo do aviltamento. Estou em vias de desistir e, como a maioria, deixar-me de inquietações e dedicar-me a viver a minha vidinha...

3 comentários:

Tiro ao Alvo disse...

Não desista p.f.. Se assim fizer é menos um a combater essa "mansidão colectiva que tudo consente", ou seja, fica a fazer-nos falta.

Pinho Cardão disse...

É verdade, caro Ferreira de Almeida, por vezes apetece mesmo isso. Mas há que porfiar por uma Quarta República onde os poderes soberanos democráticos não consintam quem se arrogue de poderes soberanos espúrios que se permitem desobedecer e interpretar a seu modo as leis do país. Devido ao complexo do politicamente correcto e da cobardia dos políticos, temos de facto um enorme problema com algum do quarto poder estabelecido.

ainda ha disse...

O ff não é pessoa de bem