Número total de visualizações de página

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Coitada da "alheira", coitados de nós...

A alheira também é motivo de desentendimento. Não há consenso em relação ao seu futuro. Partidos não chegam a acordo sobre a promoção e valorização da alheira. Os produtores de alheira têm que continuar, como têm feito, a lutar pela alheira. Um produto tradicional que dá trabalho a muita gente e alimenta o gosto de muitos apreciadores de alheira. Este caso da alheira fez-me lembrar um outro desentendimento, caricato, sobre se água deveria ser servida em jarro ou em garrafa aos senhores deputados. Reuniram muitas vezes, mandaram fazer estudos, discutiram resoluções. Enfim, o país tem por aí muitas "alheiras", temos que ir aguentando, somos assim.

4 comentários:

Bartolomeu disse...

A "alhada" em que meteram as alheiras!
Mas quem teve a peregrina ideia de vir apresentar agora aos portugueses, esta novidade?
Alheira... que nome esquisito, nunca em tal se ouviu falar e muito menos comer.
Aliás, estou ceto que se esse enchido existisse há pelo menos 5 anos, já não existiriam portugueses e até muitos estrangeiros.
Tzzz... alheira. Só se lembram de coisas para nos fazer... mal.

Margarida Corrêa de Aguiar disse...

Caro Bartolomeu
As alheiras é que não tem culpa!

Suzana Toscano disse...

Das alheiras e angustias que suscitam eu não tinha ainda notado, mas o episódio da água aos deputados é muito bem lembrado! E, na altura, o caso foi muito debatido, num autêntico pros e contras. Realmente já nào há muito para nos espantarmos!

Margarida Corrêa de Aguiar disse...

Pensamos que não há, Suzana, mas depois somos de novo surpreendidos!