Número total de visualizações de página

sábado, 21 de maio de 2016

Na geringonça, tanto truque e tanto engano...onde pode acolher-se um fraco humano?

Glosando Camões, canto I, estrofe 106, na geringonça, tanto truque e tanto engano, tanta retórica aborrecida...Onde pode acolher-se um fraco humano? Ler, aqui.
...Truques que desmerecem de uma democracia de qualidade, incompatível com geringonças de um sistema eleitoral gerador de políticos ágeis em habilidade, mas muito arredados da prática da verdade. Onde pode acolher-se um fraco humano?

12 comentários:

Carlos Sério disse...

Tanto desespero, tanta retórica e tão pouca análise e esclarecimento.
O Orçamento entrou em vigor a 31 de Março de 2016.
Há mês e meio, portanto.
Até lá vigorava o Orçamento de Coelho e Portas, em duodécimos.

Atribuir responsabilidades ao novo governo pela quebra do PIB no 1º. trimestre de 2016 sabendo que ele vinha a cair desde o 1º trimestre de 2015, com crescimentos trimestrais homólogos de 1,7%, 1,5%, 1,4% e 1,3% ao longo de 2015 não é racional nem politicamente honesto.

Tanto mais que a explicação dada pelo INE pouco ou nada tem a ver com a gestão económica interna, sendo o principal factor explicativo da desaceleração do PIB no 1º trimestre de 2016 a fraca dinâmica das exportações, explicável por um factor singular e distintivo: a forte queda das exportações para Angola, tirando este factor, as exportações cresceriam, (houve uma queda de 290 milhões de euros nas exportações para Angola quando a variação global das exportações foi de 239 milhões).

Por aqui se vê quão falaciosos, insensatos e desajustados são os comentários da direita neoliberal radical.


Carlos Sério disse...

... quando a variação global das exportações foi de -239 milhões).

Alberto Sampaio disse...

Este governo é só virtudes. Precisamos é de ter fé. Se acreditarmos que as vacas voam, consegue-se.

A reposição de salários a quem ganhava mais, não interessa.
O aumento da dívida pública por este governo não interessa.
O esgotamento dos fundos de reserva, não interessa.
A utilização de 500Milhões de dinheiro das reformas para reabilitação urbana não interessa.
A falta de confiança dos empresários e investidores não interessa.
A tomada de medidas unilaterais não interessa.
A queda do PIB.
etc.

Agora só falta sermos honestos e estendermos o raciocínio (do caro Carlos sério) e reconhecer que os problemas actuais advêm em última instância da bancarrota do ps.
E como muitos dos membros do actual governo estiveram nesse governo, que este governo não merece qualquer confiança. Mais, são responsáveis e possivelmente deveriam estar presos.

Pinho Cardão disse...

Caro Carlos Sério:
Perante tal avalanche, onde pode acolher-se um pobre humano?

Caro Alberto Sampaio:

Boa síntese. Esta geringonça é mesmo só virtudes!...

JM Ferreira de Almeida disse...

Em boa verdade quem não ganhou eleições não se sentirá obrigado a cumprir promessas...

Carlos Sério disse...

Meu caro JMFA
Já não percebo nada.
Afinal acusam o homem de cumprir promessas, aumento salário mínimo, restituição de feriados, restituição das 35 horas, restituição do RSI, restituição do CSI, restituição do Abono da família, restituição dos salários dos trabalhadores da FP, extinção da Sobretaxa IRS, diminuição taxa moderadora, extinção taxa moderadora para dadores de sangue, ETC, ETC, ou de não cumprir promessas.

Alberto Sampaio disse...

e crescimento de 3%, diminuição do desemprego, abono de família que para muitas pessoas significa prejuízo relativamente ao coeficiente familiar, medidas que deviam ser imediatas e são faseadas, etc.

Alberto Sampaio disse...

Resumindo, ficamos nas mentiras e meias-verdades de acosta e dos seus apoiantes.

Agora só falta sermos honestos e estendermos o raciocínio (do caro Carlos sério) e reconhecer que os problemas actuais advêm em última instância da bancarrota do ps.
E como muitos dos membros do actual governo estiveram nesse governo, que este governo não merece qualquer confiança. Mais, são responsáveis e possivelmente deveriam estar presos.

JM Ferreira de Almeida disse...

Bom, C Sério, agora quem não entende sou eu. Então eu discordo do Dr. Pinho Cardão e mesmo assim o meu Amigo discorda de mim?! Admito que não me tenha feito entender e repito: penso que o ilustre Autor do post está enganado e é profundamente injusto com a geringonça quando lhe imputa habilidades e fugas à verdade, ainda para mais apoiado no Camões. É que quem não ganha eleições não vê aceite pela maioria o seu programa de promessa sendo por isso lícito não as cumprir.
Espero ter me feito entender desta vez.

Carlos Sério disse...

Pois é, o nosso amigo Pinho Cardão ultimamente só coleciona derrotas.
Esta ultima no Jamor terá sido mesmo muito desagradável.
Agora, quando o JMFA diz "quem não ganha eleições não vê aceite pela maioria o seu programa de promessa sendo por isso lícito não as cumprir", está a falar de quê?

Pinho Cardão disse...

Caro Ferreira de Almeida:
Fabuloso! Humor ao mais alto nível!

Caro Carlos Sério:
Pois estive galhardamente no Estádio Nacional. E sei ganhar e sei perder. E sei tambem que há muita gente que pensa que só da ponta esquerda é que se metem golos...

ainda ha disse...

Lá anda o Sério a tentar que a gente se ria.