Número total de visualizações de página

terça-feira, 10 de julho de 2018

Pela nossa rica saúde...



Ouve-se o senhor ministro da saúde e sente-se que estamos perante um homem desorientado. Está ministro mas é médico. Em especial por causa dessa condição, não fora o comprovado excesso de lealdade política para com quem o ministeriou e porventura já teria confessado publicamente o arrependimento por aquele momento infeliz em que, perante o País, se considerou Centeno.
Fazia bem à saúde, também à sua, se cedesse o lugar a quem possuísse condições para acudir ao descalabro que dia a dia se acentua.

3 comentários:

Salvador Massano Cardoso disse...

Nem mais. Chega a ser confrangedor.

José Domingos disse...

Coitado, não passa de um moço de recados, o pm mário sentino, não dá dinheiro.Uma figura triste da ditadura socialista.
Curioso, quando do passos a divida era de 200M€, caía o carmo e a trindade, agora com 250M€, ninguém diz cada. É a censura dos comissários politicos.

Pinho Cardão disse...

O homem até tem boa cara e parece simpático, mas é um pau mandado na engrenagem da geringonça. É confrangedor como continua a defender o indefensável e não se demite. Em paga, quando soar a hora da verdade, vai ser o bombo da festa. E o Costa e o Centeno bem resguardados cá atrás.