Número total de visualizações de página

terça-feira, 24 de julho de 2018

Propaganda, propaganda, só propaganda!

Perante a calamidade, natural seria que a decisão do governo, tomada há 4 dias, de enviar dois aviões para ajudar a combater os fogos na Suécia fosse imediatamente concretizada e os aviões já estivessem operacionais naquele país. Mas não, só vão conseguir levantar voo hoje, 4 dias depois. É que havia que arranjar tempo para que o 1º Ministro, Ministro da Administração Interna, Secretário de Estado da Protecção Civil, Directores da Protecção Civil viessem diariamente às rádios e televisões enaltecer esse enorme feito de disponibilizar dois aviões. Disponibilizar em Portugal, porque à Suécia provavelmente só chegarão quando os fogos estiverem extintos. 
Ah, e acabei de ouvir que o Ministro da Administração Interna está no aeroporto a despedir-se da tripulação. Não tarda estará de volta a recebê-la, com mais uma discursata de auto-louvor, travestido de solidariedade.
PS: Entretanto, também ouvi que uns tantos elementos da protecção civil acompanham a tripulação para coordenar os trabalhos, que isto de pôr no ar dois aviões é matéria assaz complexa ...  

6 comentários:

Tiro ao Alvo disse...

Estando os aviões ainda em terra, não seria mais lógico mandá-los para a Grécia? E sem propaganda?
Claro que era, mas... e o guião? Ir-se-ia abandonar o guião Suécia, deitando fora tanto dinheiro gasto? Nem pensar. Estamos em tempo de poupanças. Que se lixem os gregos.

Pinho Cardão disse...

Bom, mas assim o governo teve 4 dias para fazer show-off com a Suécia, e vai ter mais um tempinho para segunda dose de propaganda com a Grécia.
Se queria ajudar, enviava logo os meios e equipamentos, sem mais delongas. O resto é enganar papalvos.

José Domingos disse...

Fazer propaganda na Grécia, não deve dar muito jeito, o tsipiras, sol da terra para a catarina a grande and friends, fez tudo o que a urse (união das republicas socialistas europeias)deixou de ter piada e politicamente não dá jeito.
Desonestidade politica

Pinho Cardão disse...

´Também digo, caro José Domingos, mas a desonestidade começou logo quando fez a geringonça sem a ter anunciado ao povo na campanha eleitoral.

Unknown disse...

O problema não reside nesses risíveis palhaços televisivos - reside, isso sim, na plateia, ignara e acrítica, que lhes engole as patranhas.

Pinho Cardão disse...

Ora aí está, caro Unknown, muita da plateia até bate palmas. Depois é que vê a asneira que fez.