Número total de visualizações de página

quinta-feira, 12 de julho de 2018

Teatro da Geringonça- Pantomina de rua em dez episódios

1.Até Junho, a redução da área ardida é de 71% da média dos últimos dez anos,referiu o Ministro Eduardo Cabrita no Parlamento. Tem toda a razão na empáfia: uma primavera fresca e chuvosa era uma das políticas definidas para o combate aos incêndios. Ter concretizado tal medida é obra! Aplausos da geral.
2. Fixou o Governo para 2018 um aumento significativo do investimento público. Mas a execução orçamental, diz a UTAO, tem sido tão baixa que, excluindo a despesa com concessões, mero pagamento de obra já feita, o investimento realizado até Maio desceu, em vez de subir, com a agravante de, no período homólogo passado, ter sido insignificativo.
Erro,por certo, da UTAO, que palavra orçamentada é palavra honrada. Com intermitência, claro está: a honra governamental vai sofrendo cortes e cativações ao ritmo das que faz no orçamento. Aclamação da plateia para uma honra assim volátil, símbolo do novo tempo.
3. Mas, ao contrário do investimento, a carga fiscal e a dívida pública portuguesa subiram às maiores alturas de sempre. Palmas para o Governo que a subir dívida e impostos é mesmo bom, e melhor ainda a negar que tal aconteça. 
Os outros sete episódios podem ser vistos no meu artigo no i, O Bananal, Pantomina de rua em dez episódios 

Sem comentários: