Número total de visualizações de página

domingo, 27 de setembro de 2015

A névoa que cega o PS

António Costa e o Partido Socialista deram agora em criticar os organismos, internacionais e nacionais, que se pronunciam de forma objectiva as contas portuguesas.
Depois de, mostrando profunda ignorância ou má fé, embandeirarem em arco com o noticiado défice de 7,2% em 2014, ficaram decepcionados com o esclarecimento da CE, cujo Vice-Presidente referiu que o empréstimo ao Fundo de Resolução para apoio à capitalização do Novo Banco era uma operação meramente contabilística e de natureza estatística que não tinha consequências no défice e na dívida de 2015, nem afectava a trajetória de correção do défice excessivo (o que, aliás, é óbvio, para quem tenha o conhecimento mínimo do que é e como funciona o Fundo de Resolução). Mas, como não podiam contestar tal facto sem caírem no ridículo, de imediato acusaram a CE de interferência na campanha eleitoral.  
Logo a seguir, António Costa e o Partido Socialista ficaram decepcionados com as notícias da evolução da receita fiscal, da despesa pública e do eventual reembolso da Sobretaxa do IRS, que não lhes eram agradáveis, apesar de favoráveis aos cidadãos,  E logo acusaram o Fisco e a Direcção Geral do Orçamento de estarem ao serviço da Coligação (DGO que, de há muitos anos a esta parte, publica por volta do dia 23 de cada mês uma Nota sobre a execução orçamental).
Isto é, o PS vagueia numa enorme e irreal nebulosa e dá-se mal, muito mal, quando a verdade objectiva dos factos vem dissipar a névoa que o vai cegando.

5 comentários:

Zuricher disse...

Que bondoso, caro Pinho Cardão, em pôr a hipótese da ignorância. O BE e o PCP dizerem essas baboseiras aceito que seja por ignorância. Aquela gente, não só não é brilhante como é essencialmente burra e tem fraquíssimos conhecimentos seja lá do que for. No caso do PS não aceito esse argumento embora também por lá haja alguns a quem só faltam as penas. No caso do PS é evidente a má fé.

O Partido Socialista, dentro do contexto democrático existente em Portugal, é um partido cuja existência é importante. Mas esta canalha que tomou de assalto o PS não me parece que tenha lugar em qualquer partido civilizado e de poder. É pura ralé, achincalhadora, sem quaisquer limites, aldrabona ao nível dos comunistas. Em suma, lixo político. Simplesmente isto, lixo.

Tavares Moreira disse...

Caro Pinho Cardão,

O difícil estado de alma dos Crescimentistas, por estas horas, promete uma semana prenhe de baboseiras...aguardemos!

Gonçalo disse...

Ridículo qum contesta a austeridade e as políticas de contenção venha atacar défices elevados...
Como seria esse défice se as políticas fossem as deles?

Bartolomeu disse...

O PR "Quer" uma maioria governativa :D :D :D Este PR é um pândego do caráças, pensa que ainda vivemos no tempo de Salazar.
Os 3 maiores partidos dizem que se não ganharem as eleições, não serão muleta do partido ou da coligação que formar governo, que não estarão disponíveis para aprovar o orçamento.
Puta que pariu!!!
Mas isto é possível estar a contecer?
Então, temos um país carregado de problemas de toda a ordem por resolver (parece um cão lazarento coberto de carraças) e os partidos só pensam em supermacia... não pensam mínimamente no país e na solução de ALGUNS probelemas! Sim, porque seria utópico acreditar que qualquer um dos partidos, ou qulaquer uma das coligações possíveis, teria a competência para resolver TODOS os problemas financeiros, económicos, sociais, internacionais, judiciais e o diabo a sete, que grassam nesta nesga minúscula entre o oceano e a Europa.
Sim, porque esta sacana desta tira de terreno, não é Europa. É nada, quer ser tudo, já foi bastante, mas aquilo que foi, resume-se a poeira espalhada pelos tempos. Lembra as rainhas egípcias que depois de mumificadas eram enterradas em túmulos que julgavam inalcançáveis e inexpugnáveis, juntamente com todas as suas riquesas, aguardando que mais tarde a barca de ouro as transportasse até à vida eterna, até aos jardins dos deuses, no reino de Osíris.
Doidos!!! Vivemos numa terra de doidos! Doidos que tentam desesperadamente provar que o vizinho do lado é que é o verdadeiro doido.

ainda ha disse...

O problema, a chatisse, é que a malta quer futebol, fado e fátima, como há 50 anos.
Quem vier atrás, feche a luz e pague a factura. Iá tudo F*