Número total de visualizações de página

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

A cultura do show-off

Uma insigne comitiva, onde pontificavam António Costa, 1º Ministro, e João Soares, Minisro da Cultura, esteve no Festival de Cinema em Berlim a assistir à exibição do filme português, Cartas de Guerra. 
Se Portugal, onde grande parte dos filmes só é vista por críticos de cinema, jornalistas, familiares e amigos (filmes ainda por cima subsidiados), envia uma comitiva composta pelo Primeiro-Ministro e pelo Ministro da Cultura a um Festival, a cerimónia dos Óscares deveria ter toda a Administração Publica americana, liderada pelo Presidente, mais o Senado e a Câmara dos Representantes.
Ah, parece que mais nenhum 1º Ministro se deslocou ao evento. Gente com dinheiro e sem cultura!...

5 comentários:

Bartolomeu disse...

De facto, tem ares de exagero e de ostentação bacoca a ida de uma comitiva governamental durante um fim de semana a um país estrangeiro, efectuar despesa paga pelo Estado, com o fim de promover cultura. A cultura, quando merece essa classificação, promove-se por si mesma. Impõe-se pela qualidade daquilo que oferece para deleite de quem possui sentidos educados para dela usufruir.
Se assim não for, bem pode ir o governo em peso, que a promoção... só se for no "Continente".

João Pires da Cruz disse...

Completamente offtopic acho que o nosso amigo jotac acaba de ser condecorado pelo PR

Carlos Sério disse...

O meu amigo esquece-se que também estiveram presentes a senhora Merkel e o ministro Schaube.
E por falar em show-off ou seja lá o que seja está anunciado com pompa e circunstância que a 15 de Fevereiro de 2016, haverá a
Inauguração do Centro Escolar de Lordelo
Com Pedro Passos Coelho
(site do PSD)
Passos Coelho vai inaugurar edifício público que abriu em 2013.
No final da tarde de amanhã, Passos Coelho irá presidir à inauguração de uma escola pública no município de Paredes, apesar de esta estar em funcionamento desde o início do ano lectivo de 2013/2014”.
.

Bartolomeu disse...

Caro Pires da Cruz, na próxima reunião do Conselho de Estado, se Marcelo Rebelo da Sousa, convocar Aníbal Cavaco Silva, e se o nosso amigo JC se colocar à entrada da sala do Conselho, "envergando" a sua condecoração, estou certo que o ex-presidente irá reconhece-lo e cumprimenta-lo. Aposto as minhas ciroilas...

ainda ha disse...

Claro!