sábado, 26 de Agosto de 2006

Deixa-me rir!...

A Federação Portuguesa de Futebol e a Liga tinham marcado para amanhã o jogo de futebol entre o Benfica e o Belenenses.
O Gil Vicente recorreu para o Tribunal Administrativo e Fiscal de Lisboa. Este Tribunal declarou «suspensas as decisões administrativas impugnadas pelo Gil Vicente, tudo se mantendo como se estas não existissem, com as consequências daí decorrentes, designadamente no plano desportivo ou de intervenção nos campeonatos». Assim, o Gil Vicente continuaria na 1ª Liga.
A Federação e a Liga têm a sua própria justiça e dizem que não reconhecem a justiça dos Tribunais.
Como tal, o jogo Benfica-Belenenses devia efectuar-se.
No entanto, foi suspenso, depois da decisão do Tribunal.
Eficaz forma de reconhecer na prática o que por princípio se vangloriam de não reconhecer!...
Coerência a toda a prova!...

8 comentários:

P.L. disse...

Parece-me que a incoerência dos orgãos dirigentes do futebol não é o facto mais digno de referência, mas sim a suposta imunidade judicial destes.
"A Federação e a Liga têm a sua própria justiça e dizem que não reconhecem a justiça dos Tribunais." Que absurdo. Já se pensa rever o estatuto de imunidade de Isabel II, e agora parece que temos novos reis.

Carminda Pinho disse...

Por este andar, segundo aquilo que dizem cá por casa os meus homens, Portugal corre sérios riscos de ver a Selecção Nacional impedida pela Fifa, de jogar para a qualificação do próximo Europeu, será?
Belos dirigentes estes que comandam o futebol português!

Tonibler disse...

Faltam homens!

Carminda Pinho disse...

Meu caro toniblair, faltam homens e mulheres (não esqueça a paridade) mas honestos(as)!

Virus disse...

Não estou bem a ver qual é o problema de a Liga e a Federação dizerem que não reconhecem os tribunais! Não são os únicos neste país a dizer o mesmo... quando as decisões não lhes convém!

Por outro lado, isto É SÓ futebol, ou seja, por mais interessante que seja o que é que isto contribui para a felicidade do país? Em que é que isto contribui para a produtividade? É só mais assunto para desviar a atenção do povão daquilo que realmente se passa... e com isto do futebol sem circo a maioria do povão já não é lá muito produtiva, então agora é que vão ser elas... não se vai falar de outra coisa, e trabalhar 'tá quieto!

Tonibler disse...

Cara Carminda,

Não é uma questão de sexismo. Eu não vejo razão para a distinção entre sexos em campo nenhum, tirando dois - um deles é o futebol. É uma questão de diferenças de género e não gradativa. Mulheres e Futebol não se misturam.

P.L. disse...

"Não é uma questão de sexismo. Eu não vejo razão para a distinção entre sexos em campo nenhum, tirando dois - um deles é o futebol. É uma questão de diferenças de género e não gradativa. Mulheres e Futebol não se misturam."

Caro Tonybler,
isso não é, de todo, verdade. A inexistência, em Portugal, de campeonatos femininos de futebol é muito mais factor cultural do que natural. Veja-se os EUA, onde já proliferam as ligas femininas de basquetebol ou mesmo de "soccer". Várias portuguesas, porque aqui não conseguem, têm de se mudar para lá, onde chegam a conseguir salários consideráveis.
Mulheres e futebol podem, sim, misturar-se.

cmonteiro disse...

Humm...

NÁÁÁ!

http://blasfemias.net/