Número total de visualizações de página

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

O importante é o Claviculário, deixem-se de conversa!


  1. Achei particular graça á expressão ontem utilizada pelos animadíssimos (quase) subscritores do Acordo das 3 Esquerdas, segundo a qual “as diferenças que nos separam ficam na gaveta" (de cada qual, supostamente)…
  2. E achei graça pela expressão em si, cheia de poesia (será que vamos ter um programa de governo em verso, pela primeira vez?) , mas também pelo facto de não ter sido esclarecido se as ditas gavetas ficarão abertas ou fechadas…
  3. Se ficarem abertas, é caso para dizer “não venham brincar com a gente”…
  4. Mas, mesmo que fiquem fechadas, será indispensável saber a quem fica atribuída a função de claviculário: se esta função for cometida a cada um dos subscritores, não existirá diferença entre gavetas abertas ou fechadas…cada qual as abrirá, quando muito bem entender, para levantar bem alto as diferenças e proclamar: assim não pode ser, acabou o Acordo!
  5. Neste angustiante quadro, deixo uma sugestão amiga: por muito que isso lhes possa custar, entreguem as chaves das gavetas das diferenças ao actual PR, que por sua vez ficará obrigado a entrega-las ao seu sucessor, garantindo-se assim que, pelo menos por esta via, a perenidade do glorioso executivo não fica em risco sério de interrupção, a todo o momento.
  6. O importante nesta fabulosa história é saber, pois, quem será o Claviculário!

9 comentários:

Bartolomeu disse...

Éxistem na realidade, diferentes modelos de claviculários. Os mais atuais, possuem até código de acesso.
Mas isso agora não interessa nada.
O importante é que os intervenientes leiam este post e ponderem com o interesse necessário, a sugestão apresentada pelo ilustre postador.
Um orçamento redigido em verso seria da maior oportunidade e do máximo interesse para o pais, até e sobretudo, a nível de UE.
Já imaginou o meu estimado Amigo Dr. Tavares Moreira, a cara de pau com que ficaria aquela gente da estranja que anda a "invectivar" o governo por não lhes ter enviado ainda um rascunho do OE, levarem com um calhamaço de rimas pelas trombas?!
De resto, não sei porque motivo, ao fim de tantos anos a avançar e recuar, se foi, precisamente agora, Marcelo Rebelo de Sousa, lançar na corrida a Belém. Logo agora. Mas pronto, ainda está a tempo de desistir e mandar estes bakanos todos apnhar urtigas para a sopa.
Se fosse eu era o que faria, limpinho e diretinho.

Pinho Cardão disse...

Julgo, caro Tavares Moreira, que não é preciso claviculário, porque todas as gavetas, embora fechadas, vão ficar tão esburacadas como o programa. Não tarda, aquilo, entre eles, vai ser um safe-se quem puder...
A questão, essa, é que é sempre o povo que paga.

Tavares Moreira disse...

Caro Bartolomeu,

Ocorreu-me agora que o Senhor poderia desempenhar, muito a contento da Nação, esta delicadíssima função de Claviculário, perenizando o governo das 3 Esquerdas! Que grande serviço ao País, não o poderá certamente rejeitar caso esta ideia for avante!

Caro Pinho Cardão,

Forçado a dar atenção a outros temas mais prosaicos, do dia a dia, só agora me apercebi que o fabuloso acordo que deverá suportar, com uma robustez máxima, o governo das 3 Esquerdas não inclui uma clausula que assegure a aprovação dos Orçamentos do Estado - tampouco para 2016!
Dirá apenas, se bem entendi, que as Altas Partes Signatárias se obrigam a apreciar em conjunto esse documento fundamental, base de toda a acção governativa!
Não dá para acreditar! Por este andar, corre-se o risco de começar tudo à bofetada, mal glorioso o governo inicie funções!
Mas que grande trapalhada que está a preparar-se!

Pinho Cardão disse...

Claro, Tavares Moreira, parece que, a valiar pelo que Costa disse, é mesmo isso, apreciar. Então uns vão apreciar mais, outros menos e outros nada. E, neste jogo florentino de palavras, vão ampliando a clientela pronta a cair no conto do vigário.

Pedro Almeida disse...

Dr. Tavares Moreira,

Voltando ao assunto do restaurante, o Fuso é aquele em Arruda dos Vinhos?

Tavares Moreira disse...

Caro Pedro de Almeida,

Exactamente, creio que será uma excelente escolha - caso a adoptemos - pois percebi que o Senhor é um apreciador de bacalhau e, posso garantir-lhe, encontrará no FUSO o melhor bacalhau do Mundo!
O nosso amigo Bartolomeu, grande conhecedor do estabelecimento e residente na região, poderá corroborar esta avaliação!
E se o Pedro de Almeida necessitar, ser-lhe-á proporcionada boleia com todo o gosto, a viagem até ao FUSO, desde o centro de Lisboa, não demorará mais de 30 minutos.
Teremos certamente de instalar rapidamente uma Comissão Organizadora, que sugiro seja presidida pela Dr.ª Margarida Correa de Aguiar e tenha como vogais o Pires da Cruz e o Bartolomeu, eu poderei assessorar no que for necessário...
Uma única dúvida me assalta: como glorioso governo das 3 Esquerdas ainda haverá bacalhau para o Natal? Para o de 2015, certamente (bacalhau ainda neoliberal); mas para 2016, não sei não, talvez estejamos já reduzidos ao tipo de bacalhau "à Venezuela" - tem prateleira com o nome no supermercado...mas o produto não está lá, há muito que sumiu...

Pedro Almeida disse...

Caro Dr. Tavares Moreira,

Por mim, é uma excelente escolha. Parabéns pela sugestão.

Muito obrigado pela disponibilidade da boleia.

Excelente sugestão quanto à Comissão.

E quanto à sua dúvida, afinal eles não prometeram o "fim da austeridade", agora com esta dita parceria entre o PS, PCP e BE, onde segundo o derrotado eleitoral Costa "há acordo onde há acordo e não há acordo onde não há acordo"? O país viverá tempos paradisíacos...

Tavares Moreira disse...

Caro Pedro de Almeida,

Quanto ao almoço estaremos então de acordo, parece-me. O importante, agora, é que a Comissão Organizadora, instituída por unanimidade em ambiente informal, inicie já os seus trabalhos, divulgando a Convocatória do Evento.
Essa expressão que cita, da autoria do próximo (efémero?) PM, é de uma grandeza sem paralelo! Faria uma inveja medonha a Monsieur de La Palisse, se este a pudesse apreciar!

Bartolomeu disse...

De acordo com a competência do cargo de que fui investido pelo Sr. Presidente da Comissão Organizadora do Encontro (Senhor Doutor Tavares Moreira) solicito a todos os autores e comentadores do 4R disponíveis para no dia 17 de Dezembro, participar no almoço/tertúlia/natalício, a realizar-se no restaurante O Fuso, sito em Arruda dos Vinhos, distrito de Lisboa, o favor comunicar para o mail m.frederico.52@gmail.com a sua presença, por forma a possibilitar a marcação prévia de mesa.
Se cada um quiser fazer-se acompanhar de uma velinha que no final do repasto "bacalhoense" será acesa, em lugar próprio, acompanhada de uma prece, pela não falta de bacalhau no Fuso e o não agravamento de impostos... está à vontade.