Número total de visualizações de página

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Acho mal!

Acho mesmo muito mal se se confirmar a notícia que por aí corre segundo a qual o senhor Presidente da República não pretende agraciar com uma comenda o senhor Eng.º José Sócrates. Fazendo uma análise profissional da coisa, sou de parecer que o senhor Presidente da República pode, com forte razão, ser censurado no plano do Direito por não condecorar o senhor Eng.º Sócrates. Salvo se, atraiçoado pela voragem do legislador e sem que me tenha apercebido da revogação do artigo 3.º n.º 1 do Código Civil, o costume, conforme aos bons propósitos e a bem da Nação, tenha deixado de ser fonte de dever ser
Faço notar, fundamentando este meu parecer, que desde a instituição do baronato que os antigos chefes do que quer que seja, incluindo os chefes dos governos, são agraciados pelo Chefe do Estado. Sejam eles quem forem e sem olhar ao que obraram. Se duvidam, perguntem ao Almeida Garrett.
Vá, vamos lá fazer prevalecer o costume materialmente constitucional, s.f.f.. 
Será preciso uma petição? Uma representação?

P.S.: Acabo de ser informado que um conhecido ilusionista será distinguido como comendador da Ordem do Infante D. Henrique. Agora é que não percebo o critério presidencial...

8 comentários:

Bartolomeu disse...

Esta "feira das medalhas" é recorrente, caro Dr. José Mário. Já aconteceu com o Maj. Valentim Loureiro que, após vários processos judiciais, também foi proposto para receber uma medalhita, tal como Dias Loureiro, Oliveira e Costa, etc e tal.
Há algum tempo dizia-se em tom de chacota que Jorge Sampaio se colocava na varanda do palácio de belém e que impunha uma medalha ao primeiro transeunte que passasse. Por vezes, temos a sensação que realmente a imposição de medalhas é uma compulsão que, inexplicavelmente ataca, como se do vírus da gripe se tratasse, os impostores... ou seja, os que as impõem e os que as aceitam. Lembro-me daquele grande Homem, de seu nome Agostinho da Silva que recusou a homenagem presidencial.

Pinho Cardão disse...

Caro Ferreira de Almeida:

Pois se alguém em Portugal merece uma condecoração é mesmo um ilusionista.
Dos verdadeiros, que os falsos desde há muito foram condecorados ou se preparam para fazer bicha para o serem.

Lamas disse...

Que se condecore o senhor com a Grão Cruz da Ordem da Bancarrota.
E já que o PS quer um dia da homofobia, porque não o dia (feriado) do S. Sócrates? Pode ser no dia em que pediu o resgate.

opjj disse...

Nem tudo o que se diz é verdade, será o caso?
Pergunto, Sócrates mesmo enquanto foi 1ºM não deixava de atazanar Cavaco Silva, mesmo agora, todas as semanas e sem vir a propósito ataca a figura e pessoa do Presidente com requintes de malvadez;
Se Sócrates o considera um INAPTO, faz algum sentido que um inapto o condecore?
Acho que Cavaco se agaixou perante a línguagem agressiva de Sócrates e por isso deixou que este levasse o País à decadência, senão tinha-o demitido. Eu que sou leigo via que estávamos em colapso.Cumps.

João Pires da Cruz disse...

É inquestionável o desejo de toda a gente de se impor uma grande cruz no antigo primeiro ministro. E não só.

Diogo disse...

Lamas disse... «Que se condecore o senhor com a Grão Cruz da Ordem da Bancarrota. E já que o PS quer um dia da homofobia, porque não o dia (feriado) do S. Sócrates? Pode ser no dia em que pediu o resgate.

Bom, assim sendo, porque não um dia feriado para São Portas? Ou Santa Luís Albuquerque?

Unknown disse...

Lá fica o bicharel sem penduricalho...

Pinho Cardão disse...

Caro João Pires da Cruz:

O meu amigo é diabólico!...Querer que seja imposta uma grande cruz ao nosso antigo primeiro!...
Ele quer outra...porque dessa que o meu amigo refere ele fugiria como o diabo da cruz...
E estou certo que também fugiria se visse pela frente um tal João Cruz!...