Número total de visualizações de página

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Insanidades

Existe um país insano. Com representação parlamentar.


6 comentários:

asam disse...

A utilização da palavra género em substituição de sexo é uma negação da pessoa, ao reduzi-la a uma coisa, como uma palavra.

SLGS disse...

MUITO BEM, asam!

Fernando Vouga disse...

Com o que esta gente se preocupa!...

Pinho Cardão disse...

Senhor, perdoai-lhes, que ela padecem de absoluta iliteracia no português...

ainda ha disse...

As cachopas ainda não se alembraram de mudar o nome das cartas num baralho para jogar: à bisca, à sueca, ao king, ao bridge, ao burro-em-pé.
Antão e as Damas? Sempre valeram menos que os Reis. E em muitos jogos até valem menos que os 7 (manilhas que não são de esgoto) e os Azes.
Andam a gastar energia, toner e paparoca pagos por nós. Para nada de fundamental. Ou há moralidade ou comem todos.

Diogo disse...

Qual é o mal de substituir cidadão por cidadania? Porque afinal:

Passos Coelho: ... "Basta-nos perguntar às portuguesas e aos portugueses: valerá a pena ...
http://economico.sapo.pt/noticias/passos-pede-resultado-inequivoco-nas-eleicoes_226397.html


Cavaco veio dizer às portuguesas e aos portugueses que não ...
http://lutapopularonline.org/index.php/editorial/1765-o-golpe-de-estado-do-cavaco


Marcelo: que é uma ideia importante, em relação às portuguesas e aos portugueses...
http://rr.sapo.pt/detalhe.aspx?objid=45711/noticia/46797/pub