Número total de visualizações de página

sábado, 18 de junho de 2016

Irritantissimo

Agora é a Austria a não reconhecer a nossa evidente superioridade. Esta teimosia começa a ser irritante!  

5 comentários:

Pinho Cardão disse...

...e muito intrigante...

Bartolomeu disse...

A Europa está a viver uma época de solidariedade, de busca e consolidação do equilíbrio económico e social; e o desporto é um dos indicadores máximos desse equilíbrio, digam-no os russos e os ingleses que em Marselhas pugnaram por colocar em prática esse objetivo. Nós portugueses, representados no desporto-rei por aquele conjunto de crakes; nós, este povo que deu mundos ao mundo que espalhou a fé e a cultura pelos 5 continentes, temos o dever e a obrigação de empatar (aliás o nosso m0dus sempre foi, ao longo dos séculos, o de empatar), mostrando assim que continuamos a liderar na cruzada pela igualdade, fraternidade e outras coisas que tal.
Assim, quando cada um dos selecionados regressar aos seus clubes de coração - perdão, de conta bancária recheada) e lhes perguntarem: então, empataram? Eles responderão: Não, apostulámos! Fomos os missionários que espalharam a fé-tuga- Joanina Sanctus! -Então e o penalti falhado? -A culpa foi do patrocinador das xuteiras, já falei com o meu advogado e vamos processa-lo, vamos exigir uma indeminização.

Paolo Hemmerich disse...

Certas equipas deveriam já entrar em campo com um golo de vantagem, tal é sua superioridade fictícia em relação a seus adversários!! Aí está uma tese que o PS poderia levar à FIFA para implantação imediata!!!

Fernando Vouga disse...

Ronaldo é provavelmente o melhor jogador do mundo. Só tem um senão: a Selecção Nacional.

Oscar Maximo disse...

Ronaldo não é pessoa para carregar a equipa ao colo, como fazia Maradona ou Ronaldo Lima (Fenómeno). Nem para humilhar defesas, como fazia Ronaldo Lima ou George Best. Mas, dentro do que se vê hoje, até pode ser o melhor jogador actual, ainda que seja duvidoso. É pena é aquela arrogância, talvez porque ninguém lhe contou que já houve melhores. Nem é preciso mencionar os de cima, nem diria Zidane, mas Platini certamente.