Número total de visualizações de páginas

domingo, 3 de dezembro de 2006

Lógica pré- Neanderthal

Segundo notícia do Público, num jantar promovido pelo PSD de Gaia, na passada sexta-feira, o deputado Rui Gomes da Silva referiu que há dois partidos no PSD: “o que ganhou eleições legislativas e que é de todos nós, e o outro dos intelectuais, que gosta de estar na Sede do partido, e não nos ouve”.
Parece-me uma lógica uma pouco pré-Neanderthal.
Pelo que sei, o PSD em que Gomes da Silva gostava de estar foi o que, nas últimas legislativas, teve o pior resultado eleitoral de sempre!...
Aliás, para ser totalmente verdadeiro, não era o PSD. Era o PPD ou, na melhor das hipóteses, o PPD/PSD. Mas aí, para além de gostar de estar, Gomes da Silva estava mesmo na Rua de S. Caetano. Acompanhado, porventura, por outros intelectuais de igual gabarito, o que não se discute, mas de que o povo desconfiou...
O partido que costumava ganhar e ganhou eleições legislativas era, de facto, o outro, o PSD de todos nós!...

14 comentários:

Tonibler disse...

Espero que o PSD, o que ganha e o que não ganha, faça uma melhor selecção dos seus deputados.

José Manuel Dias disse...

A credibilidae ganha-se pelo discurso...e pela prática. Votar contra este orçamento define uma postura

António Viriato disse...

Caro Pinho Cardão,

Reforço, se posso, o sentido da sua observação.

Estas aves raras, que se auto-intitulavam insuperáveis máquinas de ganhar eleições,deixaram o PSD exangue de credibilidade política, na sua última encarnação carismática.

Com um curto período de nojo, ei-las que se apressam para regressar à cobiçada ribalta, sem uma única reflexão do seu precário desempenho governativo e da sua confusa direcção partidária.Vemo-las apenas com a exibição continuada de queixumes, de alegadas traições, de insinuações de falta de solidariedade, quais vítimas de uma geral conspiração.

Seria preferível que se prestassem a contribuir para o actual debate de definição política do Partido, que, finalmente, para ela acordou. Duvido que lhes interesse a discussão, porque há muito mandaram às malvas a Social-Democracia, a velha do Sá Carneiro ou a nova de Giddens ou de Blair.

Se voltarem a ganhar protagonismo dentro do PSD, não mais este ganhará clareza política, nem muito menos eleições. O Populismo em Potugal já tem um líder político vocacionado para tal, que é o irrequieto Paulo Portas, por sinal, agora menos espaventoso. Será da maturidade ?

Santana Lopes e os seus imaginados exércitos fariam melhor em continuar o período de nojo e procurar contribuir para uma redefinição programática do PSD, dentro da reorientação social-democrática, com as actualizações necessárias, mas não descaracterizadoras da matriz primitiva do Partido.Se acham que não vale a pena perder tempo com a Social-Democracia, sejam consequentes : saiam e fundem uma organização claramente populista, com ideário neo-liberal, o que não parece lá muito coerente, mas pelo menos tal atitude forçaria os demais a uma maior clarificação política ou doutrinária. Nada pior que o prolongamento da actual indefinição.

Um abraço e mais uma semana de inspirados textos para toda a tertúlia da 4R.

João Melo disse...

este Gomes da Silva é patético. que me desculpem os moderadores deste espaço pela linguagem , mas não gosto nada do homem. Não pensa pela própria cabeça , é a voz do dono e o dono tem uma cabeça fraquinha...
O facto de Rui Gomes da Silva ( um fraco parlamentar que nunca se destacou em nada ..) estar a apoiar menezes mostra claramente uma aliança Santana - Menezes .Mas ainda se vão zangar...

Carlos Monteiro disse...

Pergunto-me que exercício de masoquismo leva um partido a ter deputados como o Rui Gomes da silva... Ou ministros como o Rui Gomes da Silva... ou... militantes?!...

João Melo disse...

Caro carlos Monteiro, esse exercicio de masoquismo chama-se...democracia.
é como dizia aquela velha expressão de churcill , que tão gasta me vou abster de a citar.

e olhe que isto não é só no psd..é no ps , no pp e até no pcp e no be. sim tambem lá existem oportunistas..

que é que queria ? que fosse como no tempo do "botas " em que só alguns é que podiam exercer a democracia ?

Pinho Cardão disse...

Caro António Viriato:
Pois tem toda a razão. Aliás, e se bem me lembro, já há uns anos, numa anterior crise de afirmação, Santana Lopes, ou outros por ele, sugeriram a criação do PSL, Partido Social Liberal, aliás com uma sigla devidamente apropriada ao fundador...

João Melo disse...

sobre o PSL , parece que quem o demoveu de ir para a frente foi o Saraiva , o agora director do sol.pelo menos é o que conta no seu ultimo livro. o saraiva conta tb uma história de rabos de saias do Santana deliciosa..só por essa história vale a pena ler o livro..
Post -scriptum - não tenho comissão ...

Carlos Monteiro disse...

Camarada Menino Mau,

Escolher o Rui Gomes da Silva para um lugar elegível nas listas, num sistema que não é nominal, é "democracia"? OU é um partido dizer em voz alta "eu quero ser representado pelo Rui Gomes da Silva"??

João Melo disse...

Companheiro Carlos Monteiro ....é democracia .só que a democracia não é perfeita. e é a esse ponto que eu quero chegar.
e provavelmente o meu amigo tambem já votou em nulidades.
vejamos: se é eleitor no circulo de lisboa e vota no bloco central ( ps ou psd ) , a probabilidade de votar em nulidades é elevada.é só ir ao site do parlamento e ver a qualidade dos nossos deputados. agora que nenhum dos membros do 4-R é deputado por lx( frasquilho é pela guarda,acho..), a qualidade da ar baixou imenso ;)

Adriano Volframista disse...

Caro Pinho Cardão

Entre Mário Soares e António Guterres distaram dois Secretários Gerais;
Entre Aníbal Cavaco Silva e Durão Barroso, distaram dois Presidentes;
Entre António Guterres e José Pinto Pereira (Sócrates); distou um Secretário Geral;
Entre Santana Lopes e... faça o favor de completar.
Pessoalmente penso que o PSD terá uns quantos ( a exemplo do que se passou com o partido conservador no Reino Unido), antes de existir um substituto.
Até lá, se o PSD persistir nos mesmos, como fizeram os conservadores britãnicos, vão estar não oito mas, doze anos na oposição.
Cumprimentos
Adriano Volframista

Carlos Monteiro disse...

O camarada Menino Mau é um verdadeiro relações públicas...

;)

Pinho Cardão disse...

Caro Menino Mau:
Muito obrigados. Amor com amor se paga!...Quando o 4R crescer e for um blog grande, o lugar de Director de Comunicação é seu!...

RuiVasco disse...

Faz hoje anos que morreu Sá Carneiro!
Há pouco mais de 2 horas!
Tambem ele foi contestado, tambem ele foi maltratado, dentro do seu proprio partido!
Perdoem-me o abuso da afirmação mas acho curioso que a esta hora ninguem, neste 4R, dele tenha falado!
E como disse, esta tarde, Marcelo Rebelo de Sousa, se Sá Carneiro não tivesse morrido naquela noite de Dezembro de 1980, Portugal, hoje, seria outro País. Mais desenvolvido, mais democrata, mais rico, e principalmente mais respeitador...por exemplo, das diferenças! Porque Sá Carneiro era, na força das suas convicções, até nisso, bem diferente da maledicência política e da mediocridade/nulidade em que caímos, em quase todos os partidos, como diz o MeninoMau!
Aqui fica, também, desta forma a minha homenagem a Francisco Sá Carneiro!