Número total de visualizações de página

domingo, 27 de janeiro de 2013

Tolerância democrática

Imaginem que uma coisa destas era dita por alguém da maioria...

37 comentários:

Zuricher disse...

Caro Ferreira de Almeida, não é pessoa de quem eu espere um mínimo de polimento de trato, de todo. Daí que... Mas convém que não se nivele o discurso político pelo nível da cave.

Luis Moreira disse...

Os comunistas só conhecem os camaradas :http://bandalargablogue.blogs.sapo.pt/130671.html

Pinho Cardão disse...

Eles estão autorizados a dizerem tudo. E o silêncio cairá sobre o assunto.

Margarida Corrêa de Aguiar disse...

Falta de nível, falta de educação. O que se pode esperar de gente assim?

Bartolomeu disse...

O comentário do Dr. Pinho Cardão, é aquele que a meu ver, demonstra mais sensatez, não desfazendo dos restantes.
"Estes", como refere Pinho Cardão, abrange uma maioria, maior que a maioria democráticamente eleita, por conseguinte, escorreita nos termos e nos actos.
;)))))))
Depois... o povo português, é muito dado a caricaturas, as quais, após Bordalo e meia dúzia de outros, se tornaram obsuletas e vazias de conteúdo, portanto, gratuitas.
Se aquele "palhaço", em lugar de chamar rei mago escurinho ao sei-lá-se-é, tivesse a frontalidade de pegar o touro pelos cornos e de, usando a força dos braços e dos "ajuda", obrigasse o "animal" a baixar os cornos... isso aí era motivo para a maralha aplaudir e até, com um bocado de jeito, se mobilizar. Agora... assim?! Hmmm, Hmmm, não me parece.

Tonibler disse...

Fascista de trampa. A falta que fez a este país uma revolução violenta....

Roberto Rensenbrink disse...

Qual é a diferença entre o vómito do Arménio e o comentário anterior do Tonibler?

Luis Moreira disse...

O Arménio a armar ao cãndido :http://bandalargablogue.blogs.sapo.pt/133253.html

jotaC disse...

Vamos lá a ver!. De facto o srº. Arménio não devia ter dito o que disse, mas confesso que já tenho chamado pior ao etíope, de cada vez que ele se lembra de mandar conselhos ao povo português na pessoa do 1º Ministro, como se fossemos uma cambada de fedelhos. “Ridículos até podemos ser porque o não queremos parecer”, mas que diabo (!), ouvir conselhos de um etíope quando o seu país é tão precisado, cria um sentimento “estupido” de animosidade. Claro que o mesmo não se passa quando o americano ou o inglês dizem precisamente a mesma coisa, nunca ouvi dizer: olha o cowboy a mandar bitaites...E depois vem-me ao pensamento a miséria humana da etiópia, a falta que aquela gente tem de conselhos ajuizados e nada da parte do srº Salassié, que eu saiba. Por isso tudo serve para autojustificarmos palavras que não deviam ser ditas, afinal de contas o homem faz pela vida.
Mas o srº Salassié, que não se preocupe, já tenho ouvido e não “ouvisto” como disse o Ministro Relvas na TV (http://www.youtube.com/watch?v=AKB_ep1U78o&feature=share), camaradas socialista: eh pá, o preto quer o lugar do Seguro; eh pá, o preto quer o ludar do Cavaco…
Somos assim, mas gostamos muito de África, principalmente dos angolanos … ;)

Tonibler disse...

"Somos" quem? "Nós" os brancos? Caro jotaC, imagina o que será ouvir a sua mãe ser mandada para a sua terra num autocarro só porque é preta, apesar de ter nascido na Alfredo da Costa? Eu não imagino, não faço sequer ideia porque passa para lá daquilo que eu poderia ouvir sem desatar a partir a tromba a algum. Aquilo que dizemos em particular entre pessoas íntimas não tem nada a ver com o que dizemos com pessoas com quem temos menos intimidade, porque essas pessoas podem ter passado por situações como aquela que descrevi. E nem sequer estou a falar de uma particularmente violenta.
O animal disse aquilo numa manifestação...Será que a organização dele aceita escurinhos? Será que ele manda os pretos para a terra deles quando lhes aparecem lá no sindicato?

Gente desta está bem na cadeia.

Carlos Monteiro disse...

Estou aqui a lembrar-me de ti sobre o Obama e concluo que tanto zelo igualitário é porque o outro é comuna.

Tonibler disse...

A sério??? Na última manifestacao de professores disse isso sobre o Obama?? Caraças, devia estar num período de promoções de quotas do PCP estilo Holmes Place, "traga dois colegas", e escapou-me...

jotaC disse...

Caro amigo Tonibler,
Eu limitei-me a relativizar o tema que o caro Drº Ferreira de Almeida suscitou e nada mais. Suponho que não me animam preconceitos racistas "graves", e muito menos xenófabos, mas que hei-de fazer!?, não simpatizo nada com o srº. Olhe, é com ele e com um colega que meu da mesma cor dele que usa habitualmente uma pasta volumosa carregada de jornais antigos; um dia até lhe disse para aproveitar a promoção do continente e enchê-la de papel higiénico, sempre servia para alguma coisa...

Bartolomeu disse...

Mau conselho o seu, caro Jota Cê.
O papel de jornal, que o seu colega transporta na mala cheia, substitui sem prejuizo, o papel higiénico, desde que, usado para os fins que se supõe.
E olhe que é por ser cá; porque se fosse na Etiopia, o mais provável era ele carregar uma pasta cheia de calhaus.

Tonibler disse...

Caro jotaC,

em privado até lhe chamo preto directamente e ele me chama de gordo, ou velho ou... (até porque eu não sou propriamente dinamarquês). Isso é relativizado, como é óbvio. O que o comuna fez é outra coisa, foi pegar na cor da pele do sujeito para qualificar o seu trabalho. Foi fazer um mapeamento entre aquilo que é o resultado do seu trabalho e a cor da pele.

Tivéssemos nós um garante da constituição que percebesse para que ela serve e o animal não repetia a graçola de certeza.

Delenda!

Bartolomeu disse...

A bem da verdade, caro Tonibler, ainda não há muito tempo, o Sr. Sei-lá-se-é, chamou-nos (a todos os portugueses) menos que escurinhos e muito longe de reis-magos.
Isso não justifica que o rapaz da CGTP, se tenha servido do tom da pele, para o beliscar. No entanto, a animosidade é recíproca, com a diferença que a do Xôre Arménio, é pessoal e a do Xôre Ah bebe(?!) é generalizaga. Pelo que, sou levado a concluir que o Rei mago, tem um sentido de democracia mais afinado e abrangente.
Isto, gente fina é outro andamento...

Manuel Rocha disse...

Ai estão eles.....à solta! http://sol.sapo.pt/inicio/Economia/Interior.aspx?content_id=67219

Tonibler disse...

Chamou-nos? O quê? Aquilo que os números mostram? Burros?

Bartolomeu disse...

Mesmo que os números sejam sérios e demonstrativos, ao alto representante da Troica compete, mesmo nessa circunstância, respeitar um país e um povo, quer sejam brancos , ou pretos, caro Tonibler!

Tonibler disse...

Ah, ele chamar-nos burros quando comprovadamente somos não se admite, por isso devemos trata-lo por preto... Ora, caro Bartolomeu, o que a sua lógica é chata é que está a dizer que portugueses e pretos são dois conjuntos de intersecção nula, o que é racismo. Na verdade, há carradas de portugueses muito mais escurinhos que ele.

Não há a menor desculpa para o que o animal do Arménio fez e, com justiça, já se devia estar a ilegalizar a CGTP. (ok, é exagerado, mas pedir não custa)

Zuricher disse...

Onde é que se assina a petição, Tonibler? E o PCP pode ir na onda. Já que estamos numa de pedir...

Bartolomeu disse...

Oh Homem (Tonibler) tente compreender: O chefe daquela coisa que vem cá "avaliar" se aquilo que disse (mandou) ao nosso governo que devia (impunha) ser feito, foi, possui um tom de pele escuro, para além de não ter cabelo, o que poderia ter sido utilizado por Arménio como motivo discriminatório (e não foi).
Ora, fazendo uso dos mesmos termos matemáticos de que o meu amigo se serviu para justificar a chatice da lógica de que me atribui a autoria, dirlhe-ei que: - no caso em apreço - o conjunto vazio, aquele que não contem elementos, é precisamente, o da cor da pele, seja do Arménio, ou do Sei-lá-se-é. Aqueles conjuntos que se interseccionam, são os que dizem respeito às declarações do chefe daquela coisa que o FMI mandou cá para fo... eh.... lixar a vida aos nossos reformados, aos doentes sem recursos, aos que ficaram sem emprego, aos que estão em vias de ficar. E ainda tem a distinta lata de dar entrevistas e de dizer que os tuga têm de fazer a economia crescer. Ou seja, o escurinho, ou rei mago, ou o raio que o... (calma, Bartolomeu... muita calma... é preciso ter calma... respira... isso... respira... vá, agora acaba o raciocínio). Bom os três mosqueteiros da troika abancam-se no ministério das finanças, impõem medidas, o resultado dessas medidas que o Vitinho e o Passos abraçaram e ainda agravaram, dão cabo disto tudo, e a malta ainda tem de baixar as calças e virar-se para meca.
Tenha dó Tonibler, e tente não confundir o meio da rua, com a rua do meio.

jotaC disse...

Ora os meus amigos estão numa de depuração política e o pobre do estaline é que era o mau...
:)

PS: Onde se lê xenófabo deve ler-se Xenófobo, obviamente

Tonibler disse...

Caro Bartolomeu, o escurinho além de dizer essas coisas do estilo "tem que" é responsável por 100 bis de USD que o FMI cá meteu. O "tem que" tem essa coisa associada, a falta de cabelo também e a cor da pele também. A diferença é que o escurinho está num país onde boa percentagem das pessoas levam piadas dessas publicamente e com objectivos discriminatórios concretos. Se ontem havia já quem pedisse a prisão do Arménio por crime de ódio, não é por causa do escurinho que tem o dinheiro que nos está a dar tanto jeito. É por causa dos outros todos que são tão portugueses como nós e que levam boquinhas dessas e vêm a mãe levar boquinhas dessa no autocarro, no mercado, no cinema, em todo o lado.

O problema nunca esteve no escurinho, está nos portugueses que são escurinhos.

Pinho Cardão disse...

Bem dito, caro Tonibler: "o problema nunca esteve no escurinho, está nos portugueses que são escurinhos".

Bartolomeu disse...

Caro Tonibler,
Essa questão do tom escuro, em minha opinião,e no que diz respeito à nossa gente, põe-se em relação às características mentais que ditam o nosso estado de dependência económica, mais que relativamente à pele.
A verdade é que, valorizamos muito mais o "parecer", que o "ser". E, para podermos parecer aquilo que na realidade não somos, hipotecamos o "ser" e sujeitamo-nos de bom grado à intervenção e ao mando de vários escurinhos, branquinhos, amarelinhos, whatever que nos entre pela porta dentro.
Depois, às tantas, dá-nos o ámoke e espadanamos para um lado e para o outro, sacudimos as pulgas e as carraças que nos mordem, fazemos um grande espalhafato, elegemos um heroi que nem sabe muito bem o que foi que lhe deu para se atirar para a frente da maralha, e voltamos à nossa condição de pobrezinhos, parolinhos e convencidinhos que somos muito honestinhos.
Como na rábula do Raúl Solnado: vamos para a guerra, mas vamos limpos.

Bartolomeu disse...

Caro Dr. Pinho Cardão,
não tire o "escurinho" do cardápio, porque se somos gente tão ou mais escura que ele, não podemos deixar de lhe atribuir a responsabilidade pela "receita" que nos veio impôr.

Zuricher disse...

Mal que pergunte, o ministério público nem inquérito abre? Segundo penso (alguém me corrija se me equivoco) deve actuar de ofício dado o acto ter-lhe sido dado a conhecer pela comunicação social. Ou estou equivocado?

Bartolomeu disse...

Seria complicado, caro Zuricher.
Apesar de o MP poder reunir matéria suficiente para acusar o Sr. Sei-lá-se-é de ser o mentor continuado de medidas de destruição massiva de um país, uma economia e uma sociedade, este acha-se protegido por uma mega-instituição, o FMI, apoiado pelo maior banco europeu, BCE.
Assim... o melhor é deixarmos o assunto entregue ao Xôre Arménio e ós setores. Enquanto o pessoal andar entretido com esta estória das cores da pele, ficam as costas do nosso primeiro e do Sr. Victor, aliviadas, ao Xôre Seguro, ninguém ira perder tempo a colocar perguntas de cá-ca-rá-cá, assim como ao xôre Costa.
Isto é um circo, caro Zuricher, só que os palhaços estão sentados nas bancadas, a assistir aos malabarismos, aos equilibrismos e aos números de ilusionismo.

Bartolomeu disse...

PS:
e aos contorcionismos!

Zuricher disse...

Bartolomeu!!! Humpf. :( Não era a ao senhor Selassié que me referia, evidentemente!

Bartolomeu disse...

Ah sim?!
Pois... olhe, convenci-me que o seu desagrado era para com a pessoa dos técnicos da troika, que impuseram ao nosso governo medidas recessivas que resultaram na degradação da qualidade de vida da maioria da população portuguesa.
Uma espécie de genocídio mas... em bom, com requintes de malvadez, é certo; uma vez que esses técnicos nem se deram ao incómodo de saber se a população tinha uma "margem económica" que lhes permitisse pagar mais imposto, sem ter de cortar na alimentação dos filhos, na saúde e na educação dos mesmos.
Limitaram-se a chegar, mandar meia-dúzia de postas de pescada para o ar, pegar nas pastinhas de cabedal e regressar ao coito para dar umas boas gargalhadas juntamente com os seus pares e comentar; deixa lá ver como é que aqueles artolas vão descalçar a bota. Só que, ao fim e ao cabo, já nem é preciso fazer qualquer esforço para a descalçar, o pé já está tão mirrado (não, não tem nada a ver com a mirra que o rei-mago escurinho ofereceu ao Menino) que a bota já cai por si só.

alberico.lopes disse...

Mas pergunto eu:depois de tanto comentário, o sr."engº/dr/catedrático" arménio,ilustre chefe/presidente/secretário da central manifestadora/grevista comunista é racista ou não?E aquela organização defensora dos pretos,amarelos,indios e outras raças que não sejam brancos, do SOS racismo,não diz nada?Estou mesmo confuso!E isto apesar de todos os doutos "comentadores" me tentarem instruir!Não entendi!Mas deve ser problema meu!Paciência!E não sou racista,juro!

Bartolomeu disse...

De uma forma mais explícita, ou de uma forma mais dissimulada, de uma forma negatória, ou afirmante, todos somos racistas, caro alberico.
Pelo simples facto de que, existem raças diferentes de pessoas, originárias de uma área geográfica expecífica do globo, cada uma com as suas características próprias e exclusivas, tanto a nível comportamental, como físico, cultural, etc, etc, etc.
O facto de constatarmos a cor de pele de alguém e de o mencionarmos, não faz de nós potenciais agressores, exterminadores dessa pessoa. Éticamente, será reprovável que se aluda à cor da pele ou a outra qualquer característica particular, como forma de rebaixar, ridicularizar, sectarizar, ostracisar, excluir, banir em suma, essa pessoa.
No caso do comentário feito pelo Sr. Arménio, penso que poderia ter-se referido no seu discurso ao Sr. da Troika, evitando referir-se ao tom da pele, invectivando-o recorrendo ao seu mau desempenho devido ao prejuízo que as medidas que propõe (leia-se, impõe) ao nosso governo, causam ao povo português.

Suzana Toscano disse...

A minha avó cantava uma quadra assim:

"Chamaste-me trigueirinha
e eu não me escandalizei
É bem trigueira a pimenta
e vai à mesa do rei"

se calhar, com tanta modernidade linguística, hoje já ninguém sabe o que é "trigueiro" mas se substituirmos pelo vocábulo em discussão, até que é uma boa resposta :)

Bartolomeu disse...

Ora aí está, cara Drª. Suzana!
Cada um tem de valer pelo seu carácter e pelo valor das acções que pratica, sobretudo se essas acções interferem na vida de outros, e não pela cor da pele, a abundância ou a falta de cabelo, ou até se possuem a dentição completa, ou lhes falta algum dente.
;)

jotaC disse...

Muito bem Dra. Suzana, lembro-me muito bem da minha mãe chamar de trigueirinha à minha irmã que é bem moreninha, ao contrário de mim que sou mais para o tipo brancolas :)