Número total de visualizações de página

terça-feira, 13 de maio de 2014

Consultório político-sentimental!...

Doutor, não sei o que se passa comigo. Tenho amigos da esquerda muito esquerda, da esquerda, do centro e da direita, comunistas, socialistas, sociais-democratas, centristas, liberais, neoliberais e até anarcas,  penso eu. Quase todos crticam o governo, mas ainda há muitos que o defendem e elogiam. E aqui começa a minha angústia. 
É que, quando ouço os que falam mal do governo e criticam o Passos, salto logo a defender o governo e a desculpar o Passos. Mas quando ouço os outros que elogiam o governo e louvam os passos do Passos, desato logo a desancar no governo e a criticar o Passos. 
É grave, doutor? O que devo fazer?

10 comentários:

Margarida Corrêa de Aguiar disse...

Dr. Pinho Cardão, os consultórios médicos não devem ter mãos a medir!

Bartolomeu disse...

Creio que em Portugal, existe uma só pessoa capaz de dar uma resposta - talvez um tanto pragmática - à última pergunta.
Chama-se Pedro Abrunhosa:
https://www.youtube.com/watch?v=iisu2SCusLQ

JM Ferreira de Almeida disse...

Para essa patologia nem o seguro lhe vale, meu caro Pinho Cardão.

JPA disse...

Faça filhos Dr. Pinho Cardão. Faça filhos.

Antonio Cristovao disse...

como é que consegue fazer uma descrição do meu comportamento normal e usual?

Pinho Cardão disse...

Cara Margarida:
Então há muuitos assim?

Caro Batolomeu:

Creio que me está a dar música!...

Caro Ferreira de Almeida:

É verdade, meu amigo. Talvez só com um seguro anti-seguro...

Caro JPA:
Avisado conselho!...Quantos fez, quantos fez?

Caro António Cristóvao:

Não é que, sem o conhecer, estava a pensar mesmo em si?

JPA disse...

Dr Pinho Cardão enfermo da mesma maleita que o Sr.
Filhos fiz poucos, fiz dois. O País precisa de mais.

Bartolomeu disse...

Caro Dr. Pinho Cardão; Olhe que não... olhe que não.
Nem tudo aquilo que parece, é.
Por trás da árvore, existe uma floresta.

Suzana Toscano disse...

O melhor é náo resistir aos impulsos do momento!

Bartolomeu disse...

Digo mais, cara Drª Suzana; o melhor é multiplicar e intensificar os momentos, sem que percam a qualidade impulsiva.

https://www.youtube.com/watch?v=x708pO6zBH4