Número total de visualizações de páginas

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Ferir de morte...e aparecer como salvador!

Conduziram-nos ao abismo, para ganhar eleições. Para ganhar eleições, dizem que nos tiraram do abismo ("um bom acordo, que defendeu os interesses de Portugal").

Os irresponsáveis por nos terem conduzido ao desastre ( Sócrates, Teixeira dos Santos e Silvas ( Pereira, Santos & Vieira) reclamam-se agora de salvadores.

Suprema ironia! E supremo descaramento e falta de vergonha.

6 comentários:

jlbdias disse...

A fasquia dos 7% (!insustentável!), já passou à história...
Cumprimentos.

Tavares Moreira disse...

Caro Pinho Cardão,

O 2º e 3º supremos, na última linha, superam obvia e largamente, em dimensão e ferocidade, a 1ª suprema!

Fartinho da Silva disse...

E mais descaramento está para vir... Depois da morte dos regimes há sempre lugar ao inimaginável.

Depois de termos tido a comunicação oficial de um Primeiro Ministro de uma República da União Europeia a anunciar ao povo os não termos acordados pelo resgate financeiro por ele solicitado, não podemos ter medo de uma onda de populismo e demagogia; ou será que ainda há alguém com dúvidas que esta equipa socialista é já a tal onda populista que aparece sempre que cai um regime?

AF disse...

Caro Fartinho da Silva,

Por aqui nada cai; vai-se apodrecendo aos poucos.

Bmonteiro disse...

Memorando/Programa FMI: 34 páginas.
Programa Eleitoral PS: 70 páginas.
De nulidades, 'generalidades e culatras' como se dizia na tropa.
O PSD que se acautele.

Gonçalo Correia disse...

A III República encontra-se na cama do faquir a ser esquartejada... O despesismo/défice do Estado, conhecido por todos e aceite por muitos, reflecte a podridão deste regime. Venha de lá a IV República!