Número total de visualizações de página

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

A inutilidade de um comando de televisão

Palavra que pensei que tivesse carregado num botão qualquer do comando da televisão que tivesse bloqueado o programa e aparecesse sempre o mesmo. Eu bem insistia no comando, SIC-notícias, futebol, TVI-24, futebol, rtpi, futebol, procurava o que teria dado uma ou duas horas antes e lá ia parar a futebol. O mais estranho é que não eram sempre as mesmas pessoas mas eram sempre mesas redondas a falar da mesma coisa, futebol e mais futebol, todo o santo dia ao que parece, ontem também, o mais certo é que amanhã também. Quando me convenci de que não era avaria do comando nem inépcia no seu manejo, fiz zapping a ver o que diabo poderiam tantas almas ter a dizer sobre o futebol num só dia, lá percebi que o Benfica ganhou ao Paok por 3-0 num campeonato que, pelos vistos, ainda agora vai para as oitavas de final e que tanta verborreia abrangia também a análise minuciosa, microscópica e muito opinativa sobre todos os outros jogos que correram ao mesmo tempo da dita Liga Europa ou qualquer coisa assim. Ao serão, vi o dirigente do Benfica responder, aí uma meia hora bem medida, em todos os canais, perguntas de alto interesse desportivo, não sei se chegou a dissertar sobre a importância da cor das meias de cada jogador mas pouco terá faltado, a curiosidade dos jornalistas, em várias línguas, era insaciável. Ganhou o Benfica, é certo, mas francamente, dias a fio de mesas redondas, análises, directos, indirectos, repetições de golos, ângulos, estratégias, hipóteses, azares, colisões, perspectivas, clima, estados de espírito, ambições, intenções e previsões, é um bocado demais. Será que todos os canais se conluiaram para decretar a inutilidade de um comando de televisão? 

10 comentários:

Tonibler disse...

Quando vier a lei da protecção dos canais portugueses, que irá subsidiar os canais portugueses por não terem espectadores, a causas apontadas vão ser o neoliberalismo selvagem e a iliteracia reinante...

A verdade é que, em minha casa, os canais tradicionais portugueses ocupam 1% do tempo e imagino que esteja a ser assim na esmagadora maioria dos centros urbanos.

Mas aposto que, no fim, a culpa vai ser minha e sou eu que vou pagar...

JM Ferreira de Almeida disse...

Suzana, é bem verdade. Nestes dias dá-se por bem empregue o dinheiro que se paga pela TV por cabo. Acede-se a coisas bem mais interessantes. Mas há que reconhecer que ouvir treinadores e sobretudo comentadores e paineleiros do futebol pode alterar-nos a má disposição. O que eu me rio com programas destes onde figuras da nossa vida pública - alguns ex-ministros - revelam a magnitude da sua inteligência nesse debates!

Luis Moreira disse...

Muito maus...

opjj disse...

V.Exª. tem toda a razão.Tudo o que é excesso é cansativo. As nossas TVs abrem com uma notícia mas a 2ª. notícia é futebol.Se quero saber mais do mundo tenho que me socorrer de canais de fora. SÓ perco porque o meu inglês é fracote.
cumprimentos

Margarida Corrêa de Aguiar disse...

Suzana
Como não percebo nada de futebol, no princípio ficava admirada com tantos gurus a falarem com muita propriedade de tudo o que se passa nos rectângulos e fora deles. Agora já não me impressionam, afinal tudo não passa de uma indústria de comunicação em que, como em outros "desportos", há vedetas que passam 24 horas do dia a falar da mesma coisa. São uns chatos, mas o povo gosta e não se esgota! Mudo de canal e pronto!

Pinho Cardão disse...

Pois é, trata-se de programação de uns canaizitos regionais ou locais, já que, a avaliar por aquilo que a Suzana referiu, nem falaram da grandiosa vitória do sempre invicto FCP em Frankfurt, nas barbas da Sra. Merkel!
Uns canais que não conseguem nem passar das imediações de um dos lados da Segunda Circular!

Tonibler disse...

Frankfurt? Não era Munique? Ou Leverkussen? :)

Pinho Cardão disse...

Tudo isso! Uma vitória sobre toda a Alemanha!

jotaC disse...

Cara Dra. Suzana,
Também dou por mim a fazer esse número, depois lá vou procurar coisas mais bem interessantes.
Mas a propósito, o que me surpreende nesses comentadores "paineleiros" (como diz o Dr. Ferreira de Almeida), é que são todos muito iguais, ouvindo-os um bocadinho não compreendo como é possível haver assim tanto seguidor que justifique tanto tempo de antena…
O Dr. Pinho Cardão tem toda a razão, a vitória do FCP face àqueles adversários merecia, isso sim, muitos programas…

Catarina disse...

Ahahah!
Bom domingo, cara Suzana!