Número total de visualizações de página

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Pior do que está...com Seguro seguramente fica!...

Já vai sendo hora da complacência para com a incompetência de António José Seguro acabar de uma vez por todas, incluindo por parte dos jornalistas que lhe põem o microfone à frente para as suas não-declarações, e que não podem achar normal um partido político com ambições de governo recusar-se a entrar no debate sobre o futuro do país. De outra forma, de cada vez que Seguro abre a boca é a democracia portuguesa que continuará a ficar um pouco mais pobre.
João Miguel Tavares, em artigo no Público, A Picareta Bocejante
Diz constemente Seguro que o governo é mau. Mas sendo mau o governo, fácil seria apresentar alternativas. Não se conhece nenhuma.
Por muito mau que seja o governo, Seguro é seguramente muito pior. Parafraseando o Titirica: Com Seguro, pior do que está seguramente fica!... 

4 comentários:

António Barreto disse...

Discordo e proponho: Com Seguro, pior que está, seguramente ficará!

Freire de Andrade disse...

Ora essa! Então não conhece as grandes alternativas de Seguro? Alguns exemplos: Devolver os cortes nos salários dos Funcionários públicos; devolver os cortes nas pensões; repor a legislação do trabalho para a sua forma anterior; repor os tribunais nas localidades onde foram ou vão ser extintos; repor tudo na sua primitiva forma; Ah! Já me esquecia: Acabar com a austeridade; negociar a dívida. Um completo programa de governo.

Pinho Cardão disse...

Caro Antônio Barreto:
Tem toda se razão. Fica tudo muito mais claro!

Caro Freire de Andrade:

É isso mesmo, um programa preguiçoso: onde está sim põe-se não e vice-versa e eis o programa seguro!

Bartolomeu disse...

Confesso, ainda não consegui compreender o que pretende atingir o Dr. Pinho Cardão com tão insistentes denuncias da incapacidade de António José Seguro para ser o próximo primeiro Ministro de Portugal.
Não é que me incomodem os seus consecutivos e repetitivos posts sempre a dizer o mesmo. No entanto, e dado que conheço (penso conhecer) a sua superior inteligência e capacidade de análise, diria que tanta insistência, tem como objetivo alertar-nos para algo mais que não expressa claramente nos seus textos. De resto, que Seguro demonstra não possuir alternativa, já há muito qualquer parvo percebeu. Que não tem outro discurso que seja o de discordar das decisões do governo, já todos os totós perceberam. Que lhe falta o carisma, a imagem, a desenvoltura politica, até a minha cadela que está sempre a dormitar enquanto se transmite o telejornal, me disse. Ou seja, o "Mundo Português" está careca de saber que António José Seguro é um senhor que aparece na televisão a dizer que o rei vai nu e de resto, mais ninguém percebe para que serve. Mas suspeito que o meu caro Dr. Pinho Cardão, que tanto escreve acerca dele, do que diz e do que não diz, saberá que utilidade poderá aquele senhor vir a ter para o país. Não quererá o meu estimado amigo dizer-nos, de uma vez por todas e de forma clara e inequívoca, o que nos tem dito insistentemente, entre linhas?!