Número total de visualizações de página

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Arautos

Parece que há um novo arauto, desculpem, relatório, do FMI que aventa que o IRS em Portugal ainda tem espaço para chegar aos 60% e que também há "margem" para "maximizar" a receita do IMI, por exemplo. A algum lado hão-de ir buscar as receitas de IRS que acompanham a descida acentuada de salários e pensões, ou não? Ai, ai, os ricos...

6 comentários:

Tonibler disse...

Cara Suzana, não li o relatório, nem vou ler, mas não haverá um disclaimer a dizer que as opiniões escritas não refletem necessariamente as posições do fundo?

Floribundus disse...

parece que ninguém se entende nas ditas ciência sociais
parece a venda de chupa-chupas 'cada cor seu paladar'

Tonibler disse...

"there is no such thing as a social science..."

Margarida Corrêa de Aguiar disse...

Suzana
Uma percentagem mágica! A juntar ao "cardápio de cortes" do relatório do FMI sobre a suposta reforma do Estado.

Suzana Toscano disse...

Caro Tonibler, e quem levaria a sério tal disclaimer, já estamos tão habituados ao "tem que ser" que o que conta é o que aparece em letra de forma, os princípios e as lógicas não valem um tostão furado.
Sim, Margarida,até aos 100% ainda há caminho...

jotaC disse...

Como diz Pessoa:-"Acho tão natural que não se pense
Que me ponho a rir às vezes, sozinho,
Não sei bem de quê, mas é de qualquer coisa
Que tem que ver com haver gente que pensa (...)"

Vivemos uma espécie de "país mitológico", assim sendo, tal como a regeneração de fénix tudo é possível até sobrevivermos do caos, do nada. Por isso eu rio para não chorar!