Número total de visualizações de página

segunda-feira, 12 de março de 2012

QUIZ




Quem foi o político que, referindo-se ao anterior PM José Sócrates, revelou o seguinte:

"Tive uma discussão com ele gravíssima, porque queria que ele pedisse o apoio e ele não queria. Falei muito com ele durante muito tempo, duas horas ou três, discutimos brutalmente mas amigavelmente, eu a convencê-lo e ele a não estar convencido".

(1) José Manuel Durão Barroso no último encontro em Bruxelas, após o habitual cumprimento "porreiro pá!";
(2) Manuel Pinho implorando o apoio do PM para a causa do fim das touradas;
(3) Cavaco Silva no roteiro do seu último prefácio;
(4) Mário Soares por ocasião da sua 100ª aparição semanal na RTP1;
(5) António José Seguro tentando convencer o grupo parlamentar de JS a aplaudir com mais convicção as suas intervenções;
(6) Pedro Silva Pereira numa tentativa para convencer o PM a pedir ajuda ao ministro das finanças Teixeira dos Santos;
(7) Francisco Louçã a propósito de uma cunha que metera para a sua tia.

18 comentários:

Tonibler disse...

É difícil. Entre os 7 socialistas, pode ser qualquer um...

Bartolomeu disse...

Ou não...
caro Tonibler.
Ha que ter atenção ao pormenor: «Falei muito com ele durante muito tempo, duas horas ou três».
Quantos socialistas é que o caro Tonibler conhece, capazes de "obrigar" o ex-PM a discutir um assunto durante tanto tempo?

Zuricher disse...

Hilariante, caro Ferreira de Almeida! Este seu post é delicioso!!! Mas tenha cuidado, não venham já uns quantos Socratófilos insultá-lo ou mesmo pior. Afinal, já se sabe que "Quem se mete com o PS, leva!"...

Que sorriso bem vindo aquele que este post despertou em mim!

josé manuel constantino disse...

Qual é o prémio ?

Pinho Cardão disse...

Boa, caro Ferreira de Almeida. Atrevo-me a responder por intuição, que ciência na matéria não tenho.
Elimino todos os socialistas, sempre atentos, veneradores e obrigados perante o génio de Sócrates. Elimino Francisco Louçã. E elimino Cavaco Silva, por causa do advérbio "brutalmente". Não é advérbio presidencial.
Resta Durão Barroso.
Pode enviar-me o prémio para casa. Desde já, agradecido.

JM Ferreira de Almeida disse...

Imperdoável. Esqueci-me do prémio. Mas repara-se já a falta. Espera os vencedores uma visita guiada por José Lello à Fundação Mário Soares.

Margarida Corrêa de Aguiar disse...

José Mário
O meu palpite vai para o (4) mas a aparição não é a 100ª mas sim a 101ª. Espero ser eliminada!

Luís Lavoura disse...

Este post parece uma forma bacoca, desajeitada, de tentar desculpar Cavaco Silva.
Aquilo que Cavaco Silva disse nada tem de mal, tal como aquilo que Mário Soares disse nada tem de mal. O que tem mal é que Cavaco Silva o disse enquanto presidente da república, mas Mário Soares disse-o enquanto político já retirado.

JM Ferreira de Almeida disse...

Parece uma forma bacoca não parece, meu caro Luis Lavoura? Pois foi o meu Amigo que acertou! O prémio é seu!

Gonçalo disse...

Muito bem anotado. Um faz uma referência num qualquer prefácio e logo a turba de Matosinhos (lembram-se quais eram?) vem em defesa do estudante parisiense.
O outro malha e diz que malhou em Sócrates e ... todos caladinhos.
Quem se mete com o PS apanha. Menos se for do PS... Ou se for o pai deles todos. Esse, não.

Massano Cardoso disse...

Prontos! Estou chateado. Já não fui a tempo de ganhar o prémio...

Ilustre Mandatário do Réu disse...

Desde o sofismo Marcelista à turba bloquista, um arco da má-fé instalou-se.

Parece que o Presidente da República deveria ter ficado caladinho. Como bom sistémico servidor do socialismo, não deveria informar os Portugueses.

Como eleitor do Presidente acho que cumpriu o seu dever para com os Portugueses e esteve bem.

Não gostam, não apreciam a verdade e transparência do Presidente da República. Paciência!

josé manuel constantino disse...

Caro Zé Mário
O que propões não é um prémio é um castigo!!!!

JM Ferreira de Almeida disse...

Ora, meu caro, desprezas a oportunidade de visitar, ainda para mais com guia habilitado, uma das instituições-fenómeno, para cuja consolidação todo o português contribui sem o saber?

Ilustre Mandatário do Réu disse...

Com o Lello a dar música.

Com sorte ainda calha este hino a José Sócrates:

"Eu choro quando tu choras...
Eu sonho quando tu sonhas...
..."

esseantonio disse...

Maravilha. Foi de rir até às lágrimas. Mas,ainda bem que me atrasei...
Seria deselegante ter que que recusar tal prémio.

Suzana Toscano disse...

Excelente!Um belo enigma,não veio em títulos de destaque...

A Santos disse...

Prémio de consolação para os restantes participantes que não se chamem Luís Lavoura.

In blogue «Má Despesa Pública»:
«Em 2011, a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género contratou por 6 meses e 15 dias uma consultora financeira por 74 mil euros! É verdade que existe uma discrepância entre os salários de homens e mulheres em Portugal, mas este não parece ser o caminho para diminuir as desigualdades.»