Número total de visualizações de página

quinta-feira, 15 de março de 2012

Vale tudo para o PS, até dar tiros no próprio pé

"Daqui resulta (isto é, da demissão do Secretário de Estado da Energia, Henrique Gomes) que, com este Governo, quem se atreve a afrontar poderosos interesses instalados não ganha e isso é mau para os portugueses".
Basílio Horta
Extraordinário! O actual Deputado do PS esqueceu que o grande instalador de tais interesses foi o Governo do Partido Socialista que actualmente representa na Assembleia da República. Mas para o PS vale tudo: até dar tiros no próprio pé.

4 comentários:

JM Ferreira de Almeida disse...

Ainda para mais na área da energia onde está bem identificado quem é responsável pela instalação dos interesses.

Suzana Toscano disse...

extraordinário, de facto.

Rui Fonseca disse...

Caro António,

O senhor Deputado Basílio Horta é politicamente volátil. Não é caso único. Nem sequer raro.

Mas se nos abstivermos de considerar a volatilidade política do senhor Deputado colocamos ainda em causa esta sua afirmação? Isto é, a sua instabilidade posicional política implica incoerência de tudo quanto ele diz?

Não me parece.

A inversa também é verdadeira. Quantos não são aqueles que nunca mudaram de partido e mudam de opinião ou actuação sempre que lhes dá jeito?

Em resumo: O Basílio afirmou que este Governo não enfrenta interesses instalados (o que não quer dizer que o anterior não tenha pactuado com esses mesmos interesses).

Verdade ou não, veremos.
A EDP é apenas um caso. Temos dezenas deles às costas, uns como consumidores outros como contribuintes. É isso que importa discutir. Salvo melhor opinião.

O Basílio, "malgré lui", conta pouco. O que conta são as contas que temos de pagar.

Tonibler disse...

...o que em nada invalida que se entenda se o despedimento do homem está relacionado com a instalação, sem prejuízo de se perseguir o instalador.