Número total de visualizações de página

quarta-feira, 3 de julho de 2013

As razões de Portas fechar a porta

"As razões de Portas são simples: uma coisa é estar num Governo obrigado a um duro programa de austeridade e poder estar sempre a apontar o dedo a Gaspar. Outra coisa é Gaspar sair e Portas ficar nos cornos do toiro, tendo de negociar o seu próprio programa de reforma do Estadom com a troica e sem Gaspar a servir de biombo..."
Comentário de Henrique Pereira dos Santos ao post O povo que os políticos não merecem colocado ontem no 4R
Sem pretender meter a mão na consciência e intenções alheias, lá que tem lógica, tem. Toda a lógica.  

5 comentários:

Bmonteiro disse...

Toda a lógica.
A começar por Reforma do Estado tipo Sexo dos Anjos, ao sabor de uma Novilíngua.
Uma RE a compensar falta de liderança de topo.
Que se vai fazendo na Saúde por ex, enquanto na Defesa se andou pelos estudos esotéricos habituais.
Paulo Portas, para um guião de RE? Valha-nos o Seguro.

Bmonteiro disse...

A lógica do 'há-dem',
conforme versão linguística de um socialista grande construtor: Jorge Coelho, Yes minister.

Bmonteiro disse...

Fazer da crise uma oportunidade.
Conforme experiência recente na Bélgica, um ano sem governo.
Sexa o PR, que os nomeie, com a assistência do CEMGFA e Cmdat GNR.
A bem do Regime.

Nuno disse...

Ainda não foi desta que o guião para a reforma do estado viu a luz do dia. E logo agora que já faltava menos de 15 dias. Ou será que não havia guião nenhum?

Bmonteiro disse...

Não se fazem reformas de Estado, nem da nada.
O caminho faz-se caminhando.
Toda esta conversa da treta, resulta de outras coisas:
da falta de liderança, da lei das compensações, ou e um tipo de expressão em novilíngua.
PEC...PEC...pec: ...e crescimento?