Número total de visualizações de página

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Racionalidade das leis orgânicas...

A propósito da reforma do Estado, seria uma boa decisão estabilizar a estrutura orgânica do governo. Os custos das alterações das orgânicas dos governos são elevados. Não há governo que se preze que não queira redesenhar a orgânica de acordo com o seu querer. Há sempre razões para o justificar. Sempre haverá necessidade de ajustamentos para responder a diferentes programas de governo, mas ajustar não deveria significar mais do que fazer acertos. 
Não é apenas o custo da instabilidade que está em causa, são também os custos do tempo que os governantes consomem na sua elaboração, incluindo a respectiva legislação (“leis orgânicas”), e os custos de adaptação e gestão dos serviços envolvidos.
Custos que poderiam ser poupados em benefício de mais tempo para a decisão política e a favor do normal funcionamento dos ministérios e serviços públicos.

7 comentários:

Luis Moreira disse...

Mudam conforme as pessoas. É bizarro

Gonçalo disse...

É verdade. São os que saiem, são os que entram...
São meses perdidos.
Interessante é que todos aplaudiram os (menos) ministérios há 2 anos. Poupava-se na estrutura. Logo se viu que menos não é forçosamente melhor...
Mas a demagogia vence sempre...

Pinho Cardão disse...

Racionalidade é qualquer coisa que anda permanentemente afastada dos políticos. O objectivo é aparecer a dizer que fez. Nem que seja imbecilidade completa.E que os media digam que existe.

Bmonteiro disse...

Esta da orgânica de há dois meses, comprova duas coisas:
a) A imaturidade da equipa oriunda das Jotas, personalizada em Passos.
b) Como as oposições jamais estão preparadas para governar - parece endémico na Lusitânia.
PS: e como nunca se deram conta da resposta de Lady Thachter a um jornalista:
Oh dear, mudar para quê, se não para gastar em novos e inúteis impressos e documentos?
O que não vai ser agora, um numerosas páginas DR.

Bmonteiro disse...

Aliás, orgânica do ano da graça de 2011.

Suzana Toscano disse...

Por eta altura deve haver serviços que já não sabem a que ministério pertencem.

Margarida Corrêa de Aguiar disse...

Caro Luis Moreira
Mudam por razões que a racionalidade desconhece.
Caro Gonçalo
Diz o povo com razão: o barato sai caro.
Caro Dr. Pinho Cardão
Com a demagogia sempre por perto.
Caro Bmonteiro
O "vira" das leis orgânicas vem de longe.
Suzana
Nada de mais certo. E o tempo e recursos que serão necessários despender para encontrarem a nova morada.