Número total de visualizações de páginas

quinta-feira, 28 de abril de 2005

Comentário à "couvade"

A título de comentário à "couvade" do Prof. Massano, que não consegui enviar pela via normal.
E ainda há quem diga que o homem não é solidário...a história é de fazer chorar as pedras!...
Por falar em pedras, também há pedras que procriam, as chamadas pedras parideiras da Serra da Freita, nas imediações de Arouca.
Não se sabe ainda quem é o progenitor, nem o modo como actua, se de dia, se há noite.
O que se sabe é que vão nascendo pedrinhas por entre as rugas da pedra-mãe.
A minha sugestão ao Ferreira de Almeida para fotografar o acto e o efeito.

3 comentários:

Pinho Cardão disse...

Apenas para corrigir o grosseiro erro de português, na frase "se de dia, se há noite", pedindo desculpa pelo medonho lapso.
Queiram então ler, por favor" se de dia se à noite".
Muito obrigado.

Anónimo disse...

Farei então, meu caro Pinho Cardão, o caminho das pedras para registo de tão estranho fenómeno. Oxalá as ditas não se acanhem...

ruigato disse...

podem ver mais informação sobre arouca em arouca.biz