Número total de visualizações de páginas

sexta-feira, 29 de abril de 2005

Os critérios de Marques Mendes

Image hosted by Photobucket.com

Santana Lopes não serve como candidato, porque Carmona Rodrigues está mais bem posicionado para ganhar a Câmara de Lisboa.
Isaltino Morais não serve porque a moção de estratégia aprovada no último Congresso do PSD diz que serão candidatos os Presidentes de Câmara em funções, logo o candidato será Teresa Zambujo.
Isaltino Morais também não serve porque se mantêm as razões que o levaram a sair do Governo há dois anos atrás.
Ora, sabemos que Isabel Damasceno, Presidente da Câmara Municipal de Leiria e Vice-Presidente de Marques Mendes no PSD, sendo arguida no processo "Apito Dourado" não tem o "problema" que Marques Mendes vê em Isaltino e será recandidatada à Câmara de Leiria.
Já percebemos que a verdade de Lisboa - o melhor candidato - não se aplica em Oeiras e que as razões para Oeiras - o Presidente em funções - já não servem em Lisboa.
Também já percebemos que as investigações judiciais só têm utilidade em Oeiras e não se aplicam a Leiria, mesmo quando Isaltino Morais não é arguido e Isabel Damasceno está nesta condição.
Os critérios do Dr. Marques Mendes são como a imagem deste post: um labirinto em que se escolhem as cabeças conforme as conveniências.
Quantos mais critérios o Dr. Marques Mendes apresenta, mais se enterra.
Era difícil fazer pior...

6 comentários:

Minha Rica casinha disse...

Vou de taxi para a Suíça...

António Campos disse...

É preciso alguma ingenuidade para elaborar esta análise (desculpe-me a ousadia).
Trata-se, não de uma série de nós substantivos, mas antes de uma questão de casting.
Imagem se preferir. Isaltino, pelos motivos que citou não tem condições políticas. Mas a mesma regra não se aplica a Damasceno? Não. O Apito Dourado é um enorme saco... sobrinhos taxistas na Suíça só há um. Damasceno diz-se inocente e tranquila, Isaltino disse o dito pelo não dito.
Imagem. A de Damasceno ainda tem boa cotação.
Sobre Santana é preciso dizer alguma coisa? Lembro-lhe só o desfecho das autárquicas no Porto com Fernando Gomes. Carmona Rodrigues não está bem, mas Santana está bem pior. De Carmona sempre sobra a imagem de ter tentado “tapar” os “buracos” que ficaram abertos.

Mocho_do_Lis disse...

Em aditamento ao comentário anterior: diz-me com quem andas...

Manuel disse...

a clarificação que se impõe aqui

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Meu Caro Manuel, três brevíssimas notas a propósito da sua pretensa "clarificação".
A primeira. No que me diz respeito está o meu caro muito enganado se julga que aqui escrevo ou exprimo opinião a mando ou a desafio de si ou de quem quer que seja.
A segunda. Está de novo redondamente equivocado se pensa que alguém se expressa por mim ou a meu mando.
Finalmente, e para o caso de não ter reparado, nesta loja não há grão-mestres e todos se conhecem e se dão a conhecer. E todos se respeitam e aceitam naturalmente as divergências de opinião.