Número total de visualizações de página

segunda-feira, 25 de junho de 2012

À descoberta da terra dos Ticos - Tamarindo


Quatro horas e meia de cansativa viagem de Monteverde a Tamarindo, recompensadas pelo magnífico local que escolhemos para os últimos dias, estes de repouso, na costa do Pacífico.
Paraíso de surfistas, as praias de areias finas mas negras compõem um cenário belíssimo, enquadradas por uma floresta não tão densa e exuberante como a que tínhamos deixado para trás, mas igualmente profusa e repleta de vida. Até o mar, ao recuar, "desenha" esse cenário, omnipresente nestes dias...


Privilegiada a localização do hotel. No meio de um luxuriante e colorido jardim e a uns escassos metros do mar, a cada passo éramos surpreendidos ou por um animal atraído pelos cheiros das refeições, por um sem-número de aves que pousavam sem receios a centímetros dos hóspedes, e milhares de seres esvoaçantes dos quais se destacavam as borboletas particularmente ativas de cada vez que o sol irrompia por entre as nuvens que de quando em vez derramavam aquela chuva quente que a ninguém incomodava.










A despedida foi ao por do sol - justificadamente famoso - na praia de Langosta, antes de um jantar, singelo mas primorosamente confecionado. O quase  remate de uma viagem que jamais esqueceremos.

 

6 comentários:

Tonibler disse...

Granda máquina! MKII?

Suzana Toscano disse...

É mesmo um pica pau no tronco da palmeira???

JM Ferreira de Almeida disse...

Tonibler, nem por brincadeira me impute o pecado de ter uma máquina dessas! Está em preparação diploma que toma a sua simples detenção como sinal exterior de riqueza ;).
Simples NIKON Fx40 e Fuji X100.

JM Ferreira de Almeida disse...

Suzana, um pica pau sim, preparando o ninho. O outro, listado, é mais um pica-cocos ;)

Tonibler disse...

Granda fotógrafo!!! A minha Nikon não faz coisas dessas...

Margarida Corrêa de Aguiar disse...

José Mário
Que linda colecção de borboletas!
Há cansaços que são verdadeiros descansos para as nossas almas!