Número total de visualizações de página

domingo, 24 de junho de 2012

Futebol sem tola: odiómetro e prova de vida III

Gregos orgulhosos e ainda com mais ódio a Merkel, titulava o DN de hoje na sua secção desportiva, a propósito da eliminação da selecção grega pela da Alemanha.
Orgulho com a derrota é coisa que não lembra a qualquer diabo, mesmo que porventura seja grego. 
Mas lembrou ao repórter do DN. Que aferiu ainda o grau do ódio grego a Merkel, mais ódio, segundo diz. Continuo a não perceber. A não ser que tenha sido o ódio a Merkel que, há uma semana, levou a maioria do povo grego a  votar na continuação da ajuda alemã...
Bom, creio é que o repórter aplicou mal o odiómetro: mediu em si o ódio e disse que era o dos gregos. Qualquer jornalista que se preze não perde oportunidade de criticar Merkel. O repórter aproveitou para fazer prova de vida.

3 comentários:

Tonibler disse...

Ora toda a gente sabe que os alemães são os culpados de tudo o que acontece na Europa. Esses xenófobos racistas, era mata-los a todos!...

Tavares Moreira disse...

Caro Pinho Cradão,

Como espero ter oportunidade de contar aqui no 4R, nos próximos dias, também foi a Snra Merkel que há poucas semanas obrigou uma Câmara Municipal a apresentar a um potencial investidor estrangeiro, simplesmente para licenciar um projecto de investimento importante (não acrescentando qq valor), que iria criar centenas de postos de trabalho permanentes, uma generosa conta de quase € 6 milhões de Euros, alegando necessidades de financiamento...
Perante tal desfaçatez, o investidor virou costas e optou por outra localização, fora do País...
Coitadinhas das Câmaras Municipais, vergadas às exigências da Snra. Merkel, que não compreende como aquela gente trabalha insanamente, todos os dias,até à exaustão, procurando dinamizar a economia...

Tonibler disse...

Ora, investidores vendidos aos especuladores da economia de casino e ao imperialismo capitalista, certamente.