Número total de visualizações de página

sábado, 14 de abril de 2012

Uma pausa relaxante...


São quinze minutos bem aproveitados, são relaxantes e culturais. É uma viagem ao muito belo do nosso rio Mondego, é o contacto com a natureza e com o país que tantas vezes não conhecemos. Reconheço o Mondego no filme, é assim mesmo.
Este filme é, segundo a informação que acompanhava o link que recebi, o projecto final do mestrado do português Daniel Silva em Wildlife Documentary Production da Universidade de Salford, onde teve aulas com Sir David Attenborough.

4 comentários:

Bartolomeu disse...

O Mondego é efectivamente um rio que, desde a nascente até à foz, nos proporciona trechos de incomparável beleza. Muito perto da nascente deste rio, na Serra de Estrela, existe um local também muito aprazível, que se chama Vale de Rocim. Trata-se de um bosque de pinheiro nordico, em cujo centro se encontra uma lagoa e uma pequena barragem. Exste também no local um restaurante panorâmico onde podemos saborear o cabrito o queijo os enchidos, o requeijão os doces, entre outros, produtos tradicionais, produzidos e impregnados de Serra de Estrela.

PS: E já que a cara Drª. Margarida menciona "cultura", deixe-me adicionar uma nota que julgo ser de especial interesse para este blog.
Decorreu ontem no Salão dos Vidros, ou da Bataria, na Cidadela de Cascais, o lançamento do livro-catálogo, alusivo à exposição de caricaturas que está patente ao público até amanhã, dia 15.
A exposição tem o título "Jogo da Gloria-O século XX malvisto pelo desenho de humor"Esta exposição foi organizada pelo Museu da Presidência e pretende ser uma mostra de trabalhos caricaturais politicos, de cartonistas portugueses desde 1800 até à actualidade.
Após o fim da cerimónia, durante a noite alguém escreveu a spray rosa-choque uma frase no portão de acesso à exposição, do lado do Passeio Maria Pia. Dizia a frase « viva a IV república».
Assim... sem tirar nem por.
Ora bem, como não me parece que o autor da frase possa ter sido algum dos convidados para o lançamento, assim como, algum dos autores e/ou comentadores e amigos deste blog, estou sériamente a pensar na hipotese de alguém se estar a apropriar do título deste blog e em preparação para fazer surgir essa tão desejada por muitos, IV República.
Segundo soube, o Dr. Pinto Balsemão esteve no evento e andou sempre com um ar bastante sorridente...
Hmmmmmm... naaa... esse já não deve estar para maçadas... as revoluções dão uma trabalheira danada... é preciso ocupar a televisão... e a rádio... em 74 a coisa foi mais fácil... havia só 1 canal e uma rádio do estado... agora, são aos montes...
;)

JM Ferreira de Almeida disse...

Intrigantes, Bartolomeu esses vivas à IV Republica. Garantidamente que nenhum dos autores do 4R se atrevia a tanto pois é por aqui, por este blogue, que se vão pintando paredes. Mas não me admiro que haja muita mais gente a aspirar pela abertura de um novo capítulo, um recomeço.

Ótima a sugestão, Margarida.

Bartolomeu disse...

Partilho das suas suspeitas, caro Dr. José Mário, falta a todos esses "aspirantes-quartarepúblicanos" ainda, a definitiva vontade, Aquele genuíno anseio onde germinam as acções embrionárias daquilo que vira a ser o futuro.

Margarida Corrêa de Aguiar disse...

Caro Bartolomeu
O Mondego e os seus afluentes proporcionam lugares idílicos. No meu tempo de menina adorava tomar banho junto aos açudes do Alva num local onde fica hoje a barragem das Fronhas, numa água cristalina rodeada de lindos choupos.
Quanto à IV República é mais produtivo ir pintando aqui no Quarta Republica em vez de pintar as paredes a lembrar o tempo do PREC.
A exposição de caricaturas "políticas" do Museu da Presidência vale muito a pena visitar, para além do interior do Palácio da Cidadela que foi muito bem restaurado, está aberto aos visitantes.