Número total de visualizações de página

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Outra vez a água da torneira...

Foi chumbada proposta para se beber água da torneira no Parlamento e aprovada proposta para o Parlamento estudar se vale a pena trocar a água engarrafada pela água da torneira. Mais um estudo para fazer, quando recentemente o Parlamento elaborou um relatório sobre esta discussão a propósito de uma iniciativa idêntica no final de 2010. Mas porque é que é preciso uma lei para decretar um assunto desta natureza? Porque não começam a beber água da torneira?

16 comentários:

Massano Cardoso disse...

Há um remédio muito bom para isso. É colocar as cabecinhas debaixo da torneira aberta durante um a dois minutos. Água fria, de preferência!

Bartolomeu disse...

ou... água-pé, que até ajuda a limpar a tripa.
É sabido que problemas de obstipação intestinal, podem causar bloqueios do descernimento, dificuldades de concentração e capacidade de raciocínio e de decisão.
Além de que, segundo a opinião popular, a água provoca o aparecimento de rãs na barriga.
Então?! Não deveriam os deputados da AR, optar pelo produto genuínamente nacional?
Espero sinceramente que a Senhora Doutora Assunção Esteves, decrete com a maior urgência, a colocação em cada bancada, de suportes para garrafões de 5 litros.
Uma boa hidratação, é uma questão de primordial importância para quem tem de "botar letra" com frequência... nos intervalos das sonecas.
Ai, não... os das sonecas são os outros, os que guardam aqueles que não se encontram em prisão domiciliária...
;)

Suzana Toscano disse...

Democracia a mais, tipicamente.

Tavares Moreira disse...

Que maravilha, cara Margarida, estamos mesmo de regresso a Bizâncio, discutindo acaloradamente o sexo dos anjos...
Não sei o que se passa mas esta gente parece mesmo não perceber que estão à beira do abismo e entretêmtem-se com estas fantasias...

Tonibler disse...

E eu a pensar que dizia mal dos deputados...que ingénuo...

Bmonteiro disse...

Ontem, era o dia do cão.
Com a água, vai ser um pouco mais complicado.
Problema (sério): num universo de 230 almas, não haver sobre este melindroso problema, uma capaz de dar uma sonora gargalhada, tão sérios são os problemas que tratam.
Quanto ao sexo dos anjos, a luta continua e a vitória é certa.
Entes envolvidos:
Comissão do Ambiente;
PS, PSD & Cia;
Conselho de Administração;
E no topo da pirâmide, Sexa a Presidente preside.
A bem do Regime.
Discutiram e palraram, adiaram e foram realizados e felizes para casa.

Pinho Cardão disse...

Há óbvias evidências que boca,língua, faringe, laringe, esófago e estômago de deputado não não suportam água da torneira. O estudo visa, tão só, comprovar o facto.
Então queriam os meus amigos que um órgão tão proeminente pudesse decidir sem uma douta investigação?
Não pedem eles estudos para tudo e a todas as horas? Como é que eles se arriscariam a meter água (da torneira...) em tão momentosa decisão?

Bartolomeu disse...

A propósito da decisão grega em formar um novo governo... sem políticos:
-QUANDO OS SÓCRATES FOREM APENAS FILÓSOFOS;
- QUANDO OS ALEGRES FOREM APENAS CRIANÇAS;
-QUANDO OS CAVACOS FOREM APENAS INSTRUMENTOS MUSICAIS;
-QUANDO OS PASSOS FOREM APENAS OS DE DANÇA;
-QUANDO OS LOUÇÃS FOREM APENAS ERROS ORTOGRÁFICOS;
-QUANDO OS JERÓNIMOS FOREM APENAS MONUMENTOS NACIONAIS;
-QUANDO OS JARDINS FOREM APENAS LOCAIS DE LAZER;
-QUANDO OS PORTAS FOREM APENAS DE ABRIR E FECHAR...

ENTÃO, VOLTAREMOS A SER FELIZES!

MM disse...

Comentários mauzinhos...
Já imaginaram as impurezas que a canalização de edifico tão velho deixaria na agua que teriam de beber? Talvez tudo se resuma a uma questao de saúde, nao?

Bartolomeu disse...

Já pois, cara MM!
Eles é que, antes de perderem horas a debater a questão, não imaginaram dedicar algum tempo a debater a forma de melhorar as condições de vida de inúmeros idosos que vivem em casas com séculos de existência, ameaçando ruir a qualquer momento, que não se alimentam porque as pensões que auferem, ao fim de uma vida de décadas de trabalho árduo, não lhes chega para pagar a água que a companhia lhes fornece e que lhes chega através de canos, tão ou mais degradados que os da Assembleia. Nem pensaram sequer, que muitos desses idosos e bastentes famílias, não dispõem sequer de saneamento básico, que têm de recorrer à misericordia para poderem ter uma refeição por dia.
Se antes de discutir se a água que lhes lubrifica a goela, a mesma que tantas vezes é usada para "lavar roupa suja" em lugar de debater soluções para os problemas que afligem o país e os cidadão, em lugar de discutir leis a aplicar com justiça e equidade, tem a qualidade suficiente, discutissem os assuntos realmente importantes, até eu lhes iria levar todas as manhãs uns pack's de água "Perrier" ou "Pellegrin"... e servia-lhas com bons modos!
;)

Anónimo disse...

Deputado está programado para legislar, Margarida. É necessário alterar o programa para que passe a ser como sugere. O problema é que têm os senhores deputados, primeiro, de aprovar uma lei a autorizar essa alteração da programação.

Ilustre Mandatário do Réu disse...

os técnicos do parlamento têm de justificar o subsídio de natal e férias em 2012

Bartolomeu disse...

Tem o Ilustre Mandatário, toda a razão. Penso que não resta qualquer dúvida, de que a verdadeira ditadura está instalada. E não aquela de 6 meses a que Manuela Ferreira Leite se referia, mas sim a uma outra, bem mais ditaturial, uma que separa funcionários públicos de primeiríssima classe... dos outros.

Bmonteiro disse...

«AR:subsídio de natal e férias em 2012»
Nada disso.
Trata-se do projecto anual, anterior à solução troika, portanto a ser corrigido, se é que não o foi já.
Tanto também não.
Sobre o "estatuto" financeiro dos funcionários, ameaçado de ser eliminado, pode ser que venha a ser altamente vantajoso:
Com os 230 magníficos a serem capazes de acabar os trabalhos diários até ás 17/18 horas.
Uma excepção: trabalhos esotéricos, tipo beber ou não beber (água da torneira)
A bem do Regime.

Margarida Corrêa de Aguiar disse...

Caros Comentadores
Chego a pensar que esta história das águas é um não problema. Porque é que a água só pode ser da torneira ou só pode ser engarrafada. Mas que sentido é que isto faz? Porque não dar liberdade aos senhores deputados para escolherem água do cano ou água da fonte? Cada um beberia de acordo com a sua preferência. Seria assim tão complicado?

Bmonteiro disse...

Touché cara senhora.
O disparate à enª potência,
é que não tenha havido uma alminha entre 230,
capaz de ver o óbvio.