Número total de visualizações de página

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Um sino muito popular...





Um sino nas mãos do povo! É assim que o Presidente da Câmara entende que o problema das badaladas do sino do alto da torre da Câmara Municipal de Benavente deve ser resolvido. Há momentos em que a sabedoria popular é boa conselheira, o povo decidirá pelo melhor...

6 comentários:

Suzana Toscano disse...

Acho que pelo menos metade dos hotéis do País adormecem ao som dos sinos, mas acredito que se os turistas não souberem dessa particularidade assim tão perto possam não achar muita graça. Mas é capaz de ser mais fácil mudar o hotal do que convencer as pessoas a abdicar do sino...

Bartolomeu disse...

«... nunca se vence uma guerra, lutando sózinho...»
http://www.youtube.com/watch?v=x6gw0wXruzY
;)))

JotaC disse...

Cara Dra. Margarida Aguiar,
Aprecio ver os sinos no alto das suas torres mas, sinceramente, irrita-me o badalar das horas e a chamada dos fiéis. O povo que decida! :)

Margarida Corrêa de Aguiar disse...

Suzana
O povo é que vai decidir, mas quer-me parecer que os sinos vão continuar a badalar. As perguntas a fazer para o povo se pronunciar são importantes. Talvez prescidam deles à noite para que os hóspedes não fiquem zangados. As pessoas estão habituadas, é o que acontece com outro género de barulhos, por exemplo, dos aviões para quem vive ao lado do aeroporto ou dos autocarros para quem tem uma paragem à frente da sua casa.
A construção de um hotel ao lado dos sinos não parece ter sido grande ideia.
Caro Bartolomeu
"Por quem os sinos dobram"? Neste caso não dobram pelos hóspedes do hotel, dobram possivelmente pela tradição. Tratando-se de tradições, como diz a música, "nunca se vence uma guerra lutando sozinho..."! O povo que decida.
Caro JotaC
Neste caso o sino está na torre do edifício da Câmara. Talvez por isso o Presidente da Câmara tenha sido inspirado a ouvir os munícipes.

Luís Bonifácio disse...

Eu moro em Benavente e apenas digo que esse sino tem um som horrível.

Claro que esse sino tem de ser desligado a partir das 22h00, pois os jacobinos de serviço assim obrigaram as igrejas ao abrigo da lei do ruído.

Mas no entanto, o sino da câmara de benavente (Que é um sino jacobino) continua impávido e sereno a dar badaladas pela noite fora sem que um ateu de serviço os testemunha de jeová se sinta incomodado.

O sino é Jacobino porque após o terramoto de 1909 os sinos das duas igrejas de benavente foram fundidos em 1911 para fazer o sino que actualmente está na Câmara de Benavente. Mas como é um sino pequeno com certeza que algum anti-clerical da altura deve ter metido a maior parte do bronze ao bolso

Margarida Corrêa de Aguiar disse...

Caro Luís Bonifácio
Pois não sabia da origem do sino. Não se compreende porque é que o sino, salvo seja, não respeita a lei do ruído! Não seria necessário o referendo popular!