Número total de visualizações de página

sábado, 4 de agosto de 2012

Como vai?

É hábito dos portugueses, quando se encontram, cumprimentarem-se da seguinte forma: então, tudo bem, como vai a sua saúde? E o interpelado diz mesmo como vai, às vezes leva uma hora ou mais a contar a sua situação clínica, mas isso é outra história. Agora, presumo que irão alterar a forma de cumprimentar, passando a perguntar: então, tudo bem, ainda continua empregado?

3 comentários:

just-in-time disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
just-in-time disse...

Há mais de trinta anos, jovem licenciado e regressado de uma temporada em França, onde as pessoas quando se conheciam ou encontravam procuravam encontrar assuntos de interesse comum, fiquei frequentemente chocado com a interpelação nacional: então onde estás agora ou, então, o que você faz? Porque a relevância da pessoa tinha pouco a ver com a sua qualidade ou os seus interesses, mas apenas com a sua ocupação profissional.
Agora que falha esta, talvez passemos a interessarmos-nos pela própria pessoa.

just-in-time disse...
Este comentário foi removido pelo autor.