Número total de visualizações de página

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Fraude "demográfica"!

Desapareceram 135.000 crianças nas declarações do IRS desde 2010. Uma fraude. Castigo? Proponho o seguinte: os falsos declarantes vão ter de fazer os filhos que declararam. Ficam isentos de coimas e ainda têm direito a um fim de semana à escolha em Portugal pago pelas Finanças. Serve?

8 comentários:

Arnaldo Madureira disse...

Até podia ser o saldo entre os filhos que saíram de casa dos pais e os filhos nascidos.

Massano Cardoso disse...

Que grande saldo! Saldo negativo, sim, e em todos os aspetos!

Arnaldo Madureira disse...

É natural, não é? Quando se fomenta o desemprego ou o emprego precário e mal pago, o resultado tem de ser este.

Massano Cardoso disse...

Natural? Não sei se é natural. Muita gente nas condições a que refere não procederam dessa maneira e, muito provavelmente, terá sido a maioria. Então, como classificar estes últimos?

Tonibler disse...

Cheira-me mais a ajuste administrativo.

Arnaldo Madureira disse...

Não me refiro a fraude, nem a ajuste administrativo. Refiro-me à diminuição dos nascimentos. Não acredito que haja 135000 fraudes.

Arnaldo Madureira disse...

Em 1985 e 1986 nasceram 257000 filhos que fizeram 25 anos em 2010 e 2011. Em 2010 e 2011 nasceram 198000 filhos. É natural que tenham desaparecido cerca de 59000 filhos das declarações do IRS.

Suzana Toscano disse...

Do IRS desaparece tudo o que possa reduzir a conta...