Número total de visualizações de página

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Estado Social

António José Seguro rejeitou dar o seu aval a uma revisão constitucional para “destruir o Estado social”.
Acontece que, nas circunstâncias presentes, Estado social nada tem a ver com a Constituição; tem apenas a ver com a existência ou não recursos.
O resto é palavreado oco e sem sentido. Do qual os socialistas não são capazes de sair. 

18 comentários:

Tonibler disse...

Isso é bom. Não ouviu o Galamba, caro Pinho Cardão? Não faz mal endividar-nos porque deixamos de ser pobres. Este governo neoliberal é que não percebe as virtudes do moto contínuo socialista...

Pinho Cardão disse...

Quem é o Galamba? Um extraterrestre? De que galáxia veio?

Tonibler disse...

É aquele sujeito do PS que disse ao governador do BoP que emprestar ao estado não era preciso dinheiro porque o capital a alocar era zero...

Jorge Lucio disse...

Caro Pinho Cardão,

De acordo que as funções do Estado e o próprio conceito de Estado Social têm de ser revistas.

Mas parece-me que a equação como a coloca não está correcta. O Estado Social é um assunto de Constituição, não dos recursos disponíveis num dado momento, por conta das "circunstâncias presentes".

E reduzir a discussão ao "dinheiro que agora temos" seria exactamente o que, infelizmente, tem norteado o Governo: é cortar, sem se saber porquê, para quê e com resultados sociais muito negativos.

E isso seria mais uma oportunidade perdida. Para os ditos partidos da esfera governativa, mas mais grave para o País.

Bartolomeu disse...

Todods sabemos porque esta o "Estado Social" em risco de deixar de existir. Porque o governo pagou a falência do banco dos ricos com o dinheiro que os trabalhadores descontaram ao longo de décadas, com a finalidade de contar com um amparo na doença e na velhice.
Ou seja, a noiva jurou fidelidade na hora de "dar o nó", mas depois, começou a gastar à louca e deixou o marido na penúria e a pedir por conta aos vizinhos.

Bonaparte disse...


e presos, julgados e condenados, todos que desde o 25 de Abril até hoje que roubaram o que é Público.

Tonibler disse...

Ou caro Bartolomeu, explica-nos que banco o estado pagou a falência??? Realmente, quem deve 120 mil milhões aos bancos...

Bonaparte disse...


O Estado tem um nome, os governos cleptocráticos que governaram este país durante três decadas com a cumplicidade do parlamento, dos actuais e dos anteriores deputados.

Carlos Sério disse...

De acordo com os cálculos efectuados, entre 1990 e 2010, «o montante dos resultados contabilísticos positivos das empresas multiplicou-se por 13, enquanto a receita de IRC apenas triplicou». Ou seja, se «em 1990 o IRC liquidado pelo Estado representava 27% dos resultados contabilísticos positivos declarados pelas empresas», passados «20 anos o IRC pesou já só 6% desses resultados», o valor mais baixo da série apurada.
A perda de receitas gerada por esta via deve-se essencialmente a sucessivas reduções da taxa de IRC, sobretudo através da alteração da base de tributação aplicada às empresas (metade dos resultados contabilísticos deixou de ser tributado) e à diversificação das rubricas de dedução à colecta. Por sectores, em 2010 foi a banca
Em 2010, os lucros da banca somaram quase mil milhões, mas o IRC pago foi de apenas 121 milhões, menos de metade do valor pago em 2009, estima a Associação Portuguesa de Bancos.

Resumindo: em 1990 cerca de 55% das empresas pagaram uma quantia de IRC que representou 27% dos resultados. Em 2010 só cerca de 29% das empresas pagaram um IRC de 6% dos resultados contabilísticos.

"Estado social nada tem a ver com a Constituição; tem apenas a ver com a existência ou não recursos", pois é, retiram-se recursos ao Estado e depois diz-se que não há recursos!
Espertalhões!

Bonaparte disse...


Olhe lá, Sr. Pinho também recebe uma dessas reformas do parlamento e teve direito a indiminização?

Diogo disse...

«O resto é palavreado oco e sem sentido»


Fernando Madrinha - Jornal Expresso de 1/9/2007:

[...] "Não obstante, os bancos continuarão a engordar escandalosamente porque, afinal, todo o país, pessoas e empresas, trabalham para eles. [...] os poderes do Estado cedem cada vez mais espaço a poderes ocultos ou, em qualquer caso, não sujeitos ao escrutínio eleitoral. E dizem-nos que o poder do dinheiro concentrado nas mãos de uns poucos é cada vez mais absoluto e opressor. A ponto de os próprios partidos políticos e os governos que deles emergem se tornarem suspeitos de agir, não em obediência ao interesse comum, mas a soldo de quem lhes paga as campanhas eleitorais." [...]



Paulo Morais, professor universitário - Correio da Manhã – 19/6/2012

[...] "Estas situações de favorecimento ao sector financeiro só são possíveis porque os banqueiros dominam a vida política em Portugal. É da banca privada que saem muitos dos destacados políticos, ministros e deputados. E é também nos bancos que se asilam muitos ex--políticos." [...]

[...] "Com estas artimanhas, os banqueiros dominam a vida política, garantem cumplicidade de governos, neutralizam a regulação. Têm o caminho livre para sugar os parcos recursos que restam. Já não são banqueiros, parecem gangsters, ou seja, banksters."

mensagensnanett disse...

Está montado um esquema mafioso:
- SAQUEAR OS CONTRIBUINTES PARA DAR A AGIOTAS.
.
-> Os contribuintes são saqueados [e são feitos cortes no Estado Social]... para... pagar juros a agiotas!
.
-> Pagar juros a agiotas (PPP´s e não só...), nacionalização de negócios 'maddofianos', etc... quais «Greves Gerais» qual carapuça... o Contribuinte tem é que reivindicar MECANISMOS PARA AUTO-DEFESA!
.
.
Exemplo 1: Blog «fim-da-cidadania-infantil» - Direito ao veto de quem paga, vulgo contribuinte.
.
Exemplo 2: PRECISA-SE de governantes que possuam a capacidade de governar... sem... saquear os contribuintes! -> eles devem assumir este compromisso... assim sendo: emissão de dívida pública... só mediante... uma autorização obtida por meio de um REFERENDO!
.
Exemplo 3: A Islândia conseguiu colocar um travão nos Credores-esmifradores:
- Islândia: a revolução censurada pelos Media, mas vitoriosa!
-> Consultar o know-how islandês poderá ser muito útil para colocar um travão no esquema mafioso: «saquear os contribuintes para dar a agiotas».

Pedro disse...

Caro Pinho,

pena é que na altura do PECIV, o que chama agora "palavreado oco e sem sentido" era o que preenchia todo o discurso do PSD.

Relembro a dáda altura que a Merkel até ficou furibunda com a posição do PassosCoelho.

Mais relembro as promessas que Passos Coelho fez na altura.

Sem retirar as responsabilidades a quem as teve...deixe-me que lhe diga que de "palavreado oco e sem sentido" estamos bem servidos...de Seguro a Coelho&Gaspar...coerencia e substancia são conceitos que não conhecem (ou pelo menos fazem de conta!).




Pedro disse...

Pedro Passsos Coelho dixit:
"O PSD chumbou o PEC 4 porque tem de se dizer basta: a austeridade não pode incidir sempre no aumento de impostos e no corte de rendimento "

e ainda:
“se vier a ser necessário algum ajustamento fiscal, será canalizado para o consumo e não para o rendimento das pessoas."

Voltando ao seu post, uma questão:
o que é que é mesmo "palavreado oco e sem sentido" ?
e de quem ?

fredia laila disse...






Oferecer ajuda

Bom-dia,Primeiro recomendar-lhes -ia que ter cuidados com as ofertas na rede
láalertas. Ao facto que mais de 90% de quest' avvisi sejam fraudulentos. A
Hoje em dia há cada vez mais fraude. Queria pedir emprestado
dinheiro, após ter enviado um parecer, todos os dias recebido mais25 mensagens fraudes qualquer coisa que pedem dinheiro
que julgamDespesas camisas. E seria apagar a sua mensagem, mas um dia
caiu numa pessoa leonido designado de Verona,
pensei que fezTambém o partido descarado de rede, mas para a minha grande surpresaeste último é diferente, deu-me um empréstimo de € 40.000
com uma taxa de 2% reembolsável muito bem no número de vezes que
querer. Confirmar-o agora e se chegar que procura empréstimos
contactar por enviar por correio eletrónico. Há aqui o seu correio eletrónico
:



armellassantos@gmail.com


NB tranquilizar-o e juro que deverá apenas pagar as despesas inscrição e contrato para recuperar a possessão dos seus fundos.

fredia laila disse...






Oferecer ajuda

Bom-dia,Primeiro recomendar-lhes -ia que ter cuidados com as ofertas na rede
láalertas. Ao facto que mais de 90% de quest' avvisi sejam fraudulentos. A
Hoje em dia há cada vez mais fraude. Queria pedir emprestado
dinheiro, após ter enviado um parecer, todos os dias recebido mais25 mensagens fraudes qualquer coisa que pedem dinheiro
que julgamDespesas camisas. E seria apagar a sua mensagem, mas um dia
caiu numa pessoa leonido designado de Verona,
pensei que fezTambém o partido descarado de rede, mas para a minha grande surpresaeste último é diferente, deu-me um empréstimo de € 40.000
com uma taxa de 2% reembolsável muito bem no número de vezes que
querer. Confirmar-o agora e se chegar que procura empréstimos
contactar por enviar por correio eletrónico. Há aqui o seu correio eletrónico
:



armellassantos@gmail.com


NB tranquilizar-o e juro que deverá apenas pagar as despesas inscrição e contrato para recuperar a possessão dos seus fundos.

fredia laila disse...






Oferecer ajuda

Bom-dia,Primeiro recomendar-lhes -ia que ter cuidados com as ofertas na rede
láalertas. Ao facto que mais de 90% de quest' avvisi sejam fraudulentos. A
Hoje em dia há cada vez mais fraude. Queria pedir emprestado
dinheiro, após ter enviado um parecer, todos os dias recebido mais25 mensagens fraudes qualquer coisa que pedem dinheiro
que julgamDespesas camisas. E seria apagar a sua mensagem, mas um dia
caiu numa pessoa leonido designado de Verona,
pensei que fezTambém o partido descarado de rede, mas para a minha grande surpresaeste último é diferente, deu-me um empréstimo de € 40.000
com uma taxa de 2% reembolsável muito bem no número de vezes que
querer. Confirmar-o agora e se chegar que procura empréstimos
contactar por enviar por correio eletrónico. Há aqui o seu correio eletrónico
:



armellassantos@gmail.com


NB tranquilizar-o e juro que deverá apenas pagar as despesas inscrição e contrato para recuperar a possessão dos seus fundos.

fredia laila disse...






Oferecer ajuda

Bom-dia,Primeiro recomendar-lhes -ia que ter cuidados com as ofertas na rede
láalertas. Ao facto que mais de 90% de quest' avvisi sejam fraudulentos. A
Hoje em dia há cada vez mais fraude. Queria pedir emprestado
dinheiro, após ter enviado um parecer, todos os dias recebido mais25 mensagens fraudes qualquer coisa que pedem dinheiro
que julgamDespesas camisas. E seria apagar a sua mensagem, mas um dia
caiu numa pessoa leonido designado de Verona,
pensei que fezTambém o partido descarado de rede, mas para a minha grande surpresaeste último é diferente, deu-me um empréstimo de € 40.000
com uma taxa de 2% reembolsável muito bem no número de vezes que
querer. Confirmar-o agora e se chegar que procura empréstimos
contactar por enviar por correio eletrónico. Há aqui o seu correio eletrónico
:



armellassantos@gmail.com


NB tranquilizar-o e juro que deverá apenas pagar as despesas inscrição e contrato para recuperar a possessão dos seus fundos.