Número total de visualizações de página

domingo, 15 de setembro de 2013

Bendita a freguesia que pode eleger estes candidatos...


Perante tamanha generosidade e desprendimento material dos camaradas, por mim aceitava-se de preceito o prólogo e declarava-se já o epílogo. Para além dos vencimentos poupava-se a despesa da campanha...

4 comentários:

JPRibeiro disse...

Dado este prologo o epílogo não se afigura ser auspicioso.

Pinho Cardão disse...

Galinha gorda... por pouco dinheiro...

Bartolomeu disse...

Com prólogo ou sem ele, demonstram no mínimo que possuem consciência das dificuldades porque passam as populações mais pobres.
De qualquer maneira, depois de eleitos, podem sempre alterar o sentido da narrativa, seguindo o exemplo do nosso primeiro ministro, e borrifar-se para a população, terminando com o epílogo de completa e total resignação pela situação que encontraram quando tomaram posse do cargo, recambiando a responsabilidade para os anteriores narradores...

Suzana Toscano disse...

Sim, nos prólogos é que está o ganho...