Número total de visualizações de página

sábado, 28 de setembro de 2013


Cento e vinte gloriosos anos de uma grande instituição nacional.
Um clube ecléctico, campeão em todas as modalidades. 
O clube com mais títulos no futebol nacional
O clube português com mais títulos no futebol europeu e internacional, duas vezes campeão europeu, duas vezes campeão mundial. 
Uma significativa contribuição para a economia e para o equilíbrio da balança de pagamentos, através da exportação do valor acrescentado que confere aos seu capital humano.
Independentemente das cores clubísticas, merece os parabéns e a saudação de um país inteiro. 
Os meus parabéns também. E votos de muitos mais felizes anos para os seus dirigentes, sócios, adeptos, simpatizantes. E atletas, porque sem eles não há clube. 

8 comentários:

Luis Moreira disse...

Sem dúvida! Um grande clube que devia orgulhar todos os portugueses. Para os que não conseguem distinguir para lá das cores devo informar que o meu pai me dizia: meu filho, a maior tristeza da minha vida é tu seres do Benfica.

Floribundus disse...

dentro do esquema nacional é de facto de longe o melhor

como detesto fute profissional prefiro 'muitíssimo'
o Porto cidade onde vivi maravilhosamente em 55-57

António Barreto disse...

EFEFIVAMENTE, É MUITA FRUTA...MESMO MUITA FRUTA!

Pinho Cardão disse...

Caro Luís Moreira:

Parabéns pelo desportivismo. Sei o que é isso, pois também tenho descendência encarnada...

Caro Fluribundus:
Ora aí está um testemunho isento...

Caro António Barreto:

Claro que uma boa árvore dá boa fruta. E suculenta!...

Tonibler disse...

Duas vezes apanhado em flagrante batota, Tb não é para todos...

Pinho Cardão disse...

Caro Tonibler:
O encadeamento pelo vermelho é uma coisa que faz o meu amigo perder o seu espírito livre e independente. Nessas condições perde autonomia, brilho e fulgor.
Feaquezas humanas que, por vezes, coabitam com a geralmente mais elevada compreensão do mundo e das coisas. É o caso.

Roberto Rensenbrink disse...

Pinho Cardão defendendo corruptos, i.e., criminosos.

Com este sujeito, estamos conversados daqui para a frente.

Pinho Cardão disse...

Caro Roberto Rensenbrink:
Defendo o FCP, uma grande instituição nacional.
Para além disso, saberá que um dos grandes avanços da humanidade traduziu-se na lei escrita e na sua aplicação pelos Tribunais. Não por cada particular ou em plenários populares.
Por isso, olhe que a sua frase é perigosa: é que, seguindo-se o que refere, também qualquer um o pode julgar e condenar a si ou a qualquer um de nós. O que seria um retrocesso civilizacional.