Número total de visualizações de página

sábado, 7 de setembro de 2013

Um Fundo de contradições

Dizem que a Noruega é um país triste, ensimesmado, pouco vibrante, recolhido. Nem o sol dos dias longos os alegra, muito menos as sombras das grandes noites os torna foliões. A agravar esta situação de base, surgiu-lhes agora um problema gravíssimo e que, porventura, os põe ainda mais tristonhos,  um colossal problema que vem a causar acalorados debates. E esse enorme problema é o que fazer com o gigantesco fundo soberano do petróleo de 750 mil milhões de dólares (cerca de 4 vezes o PIB português)!...Tema recorrente na campanha eleitoral e um dos que mais fortemente opõe os dois principais partidos.
Pelos nórdicos, as coisas são mesmo diferentes do sul. Resolvido o básico, entretêm-se com o surpéfluo. Porque, pensam os tristes noruegueses, só em casa de muito pão é que é possível todos ralharem e ninguém ter razão...
Por cá, em contrapartida, depois de termos gasto o pouco que tínhamos e o muito que nos deram, esquecemos o básico. E, assumindo que somos gente mais finória, continuamos a pensar que o fundamental é entretermo-nos a ralhar, entre nós e com quem nos apoia, mesmo que em casa não haja ponta de pão!...

11 comentários:

Rui Fonseca disse...

Um facto curioso, estimado António, é o euro (a nossa moeda) se ter valorizado cerca de 10% durante os últimos doze meses conta a coroa norueguesa.

Algo estranho no Reino da Noruegusa ou na República Portuguesa.

João Pires da Cruz disse...

Desde que os suiços limitaram o câmbio do chf face ao eur provocado pelo facto das pessoas estarem a fugir a ter todas as poupanças em euro, porque os tempos não estão para isso, a coroa norueguesa passou a fazer esse papel.

João Pires da Cruz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rui Fonseca disse...

João Pires,

Note que a coroa norueguesa se desvalorizou. Se se tivesse valorizado percebia- se a sua observação. Assim, não. Salvo melhor opinião.

João Pires da Cruz disse...

Sim, tem razão, não tinha lido com atenção. Fui ver e está a voltar aos níveis anteriores a 2012. Parece que o pessoal voltou a confiar na moeda única.

Bartolomeu disse...

Com os fundos do Fundo, podiam criar um Fundo-sem-fundo, capaz de resolver a fundo, o problema de fundo norueguês: o déficit de natalidade. Portugal poderia candidatar-se ao Fundo, enviando mão-de-obra qualificada...

Suzana Toscano disse...

Ainda mais, caro Bartolomeu? Já lá estão imensos portugueses!E não há dinheiro que lhes compre sol e bom clima :)a menos que venham eles para cá.

Bartolomeu disse...

Se o nosso sol fosse vendável, os portugueses já viviam todos em iglôs, cara Drª Suzana. ;)

Suzana Toscano disse...

Sem dúvida, caro Bartolomeu, e às escuras!
Caro Pinho Cardão, vejo que omitiu, ou lhe passou despercebido, o facto de a Noruega só ter mulheres nos lugares de topo da política nacional ;)

Bartolomeu disse...

"Aquilo" é que é uma sociedade organizada, cara Drª Suzana; enquanto os Viking se dedicam a venerar o deus Thor, as Viqueen dedicam-se a discutir as dinâmicas das ideologias...
;))

Pinho Cardão disse...

Cara Suzana:

É verdade, e grande mérito dos homens, que sabem delegar tarefas para se dedicarem a coisas verdadeiramente importantes...
Quanto ao resto, uma das senhoras, a conservadora, é dada como a vencedora das eleições.
Irá ver muita feminista esquerdista a desancar na dita...porque, mulheres, sim, mas só se forem cá da nossa cor...