Número total de visualizações de página

sábado, 5 de abril de 2014

Poupar sim, mas é preciso mais...

É uma boa notícia. Tardia, parece, é caso para perguntarmos porque só agora esta decisão. Não me impressiona particularmente o valor adiantado da poupança. Se há poupança de despesa pública com a redução de despesas com pessoal e funcionamento, pela transformação de três em um, tão ou mais importante é a eficácia da gestão da nova agência. Não basta cortar, é preciso "reformar". É necessário que as organizações disponham das competências necessárias, de um modelo de gestão e dos instrumentos adequados, de um modelo institucional que garanta que são seguidas as melhores práticas. Sem estes ingredientes não há bons resultados. Sobre este assunto não fomos informados. Tratando-se do QREN aqueles princípios são ainda mais exigentes…

3 comentários:

Luis Moreira disse...

Não basta, é verdade, mas é óptimo.

Ilustre Mandatário do Réu disse...

Era importante que as lições com o QREN no anterior quadro comunitário de apoio sejam aprendidas e aplicadas. Por exemplo, um burocracia que espanta os mais habituados, a lentidão dos procedimentos, incluido os pagamentos. O QREN foi um beijo de aranha para muitas (pequenas e médias) empresas portuguesas...

Suzana Toscano disse...

Castro Almeida vai fazer um bom trabalho e com consciência a responsabilidade que tem.