Número total de visualizações de página

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Reduzir horas de trabalho para poupar...

Gostamos muito de nos socorrer dos países nórdicos pelo seu exemplo de sucesso nas mais variadas áreas para justificar as nossas escolhas. Surgem invariavelmente como boas referências. 
A Suécia vai fazer uma experiência interessante: reduzir as horas de trabalho dos funcionários públicos para poupar dinheiro, mantendo as suas remunerações inalteradas. O que a cidade de Gohtenburg espera é que a produtividade destes trabalhadores aumente. Estranho? Nem por isso. Por cá ainda estamos na fase de aumentar as horas de trabalho...

8 comentários:

luis barreiro disse...

Também podíamos copiar o facto dos países nórdicos não terem salário mínimo.

Bartolomeu disse...

A diferença, entre nós, Latinos e os nórdicos, reside em dois pequeníssimos (para eles) pormenores: 1 - os governos governam, não gastam, 2 - os cidadãos aprenderam desde pequenos a sê-lo, tanto no que respeita aos direitos, como às obrigações.

JM Ferreira de Almeida disse...

Interessante. Nunca me convenceu a ideia de que, na generalidade dos setores, o horário alargado de trabalho equivale a maior produtividade.

Luis Moreira disse...

Mais horas não corresponde a mais trabalho

João Pires da Cruz disse...

Cá em Portugal funcionava de certeza. Como o valor económico do trabalho dos funcionários públicos é negativo, quanto menos fizerem mais ganhamos todos....

Suzana Toscano disse...

Claro, deve ter sido por isso que o aumentaram para 40 h...com o aumento de produtividade medido a favor da redução do defice!

Margarida Corrêa de Aguiar disse...

Caro luis barreiro
Há muitas coisas boas para aprender com os países nórdicos, um delas o clima de compromisso político e social em que vivem.
Caro Bartolomeu
Razões que explicam o seu bem estar colectivo.
José Mário
Fez bem: a produtividade é calculada pela divisão da quantidade produzida pelo número de horas necessários para obter essa produção.
Caro Luis Moreira
Pois não.
Caro João Pires da Cruz
Não estaria assim com tanta certeza.
Suzana
Foi para reduzir o custo/hora trabalho, da produtividade ninguém falou.

um Judeusito disse...

O civismo desses povos, é muito grande.

Não tem ordenado Minimo, porque ganham incrivelmente bem.
Myrdal (o Keynes desses lados), ensinou-lhes que para aumentar a produtividade geral (facturação / nº de trabalhadores), precisavam de aumentar os Ordenados.

Ao contrário do que pensam os Neo-Liberais, com esse modelo de altos ordenados, construiram um bom Mercado Interno. Depois fez descolar grandes empresas para países tão pequenos (Volvo, Securitas, etc).