Número total de visualizações de página

terça-feira, 8 de abril de 2014

Neosocialismo

Michel Sapin, Ministro das Finanças do Governo francês, intitula-se, a si próprio, como o Schauble francês. E, fazendo jus ao nome, mal foi empossado, de imediato correu a visitar o seu mestre e, agora, homólogo alemão, acompanhado do Ministro da Eonomia, André Montbourg.
E logo em Berlim, para não perder tempo, prometeu colocar as finanças públicas francesas em ordem. 
Neoliberal, Michel Sapin? Nada disso, que horror!...Neosocialista é que é!...
(notícia e declarações recolhidas no DN de hoje, 8 de Abril, de que não foi possível obter link) 
PS: E o mesmo acontecerá a alguém que por cá gosta de ser visto como muito seguro, caso o acaso o envie algum dia a Berlim. Palpita-me.

4 comentários:

Suzana Toscano disse...

Segundo li no Le Monde de sábado passado, depois de Hollande ter conseguido o adiamento de 2 anos, até 2015, do défice de 3%, a troco de fazer as "reformas estruturais" que ainda não viram a luz do dia, agora Michel Sapin vai pedir mais um ano para ter tempo de fazer as mesmas reformas. Segundo o mesmo jornal o Primeiro ?Ministro Vals pretendia aliar-se ao Primeiro ?Ministro italiano para esse objectivo, mas este pretende fazer a sua guerra sozinho. Enfim, aguardemos os próximos capítulos...

Suzana Toscano disse...

Os pontos de interrogação foram a mais, não sei como saltaram para o texto :)

Pinho Cardão disse...

Bom, cara Suzana, não digo que não, o Le Monde é um bom jornal socialista e é um bom instrumento para fazer passar aos socialistas mensagens de um governo socialista.
Não sei é se isso corresponde ao que o Ministro das Finanças disse depois da visita a Berlim. Claro que há sempre muita semântica metida nisto tudo. As palavras políticas correspondem sempre a intenções de largo espectro.

Suzana Toscano disse...

Larguíssimo espectro, caro Pinho Cardão, se é que chegam alguma vez a corresponder a alguma coisa!