Número total de visualizações de página

sexta-feira, 12 de abril de 2013

A cidade que motoriza...

"...A cidade afirmativa, amiga e estimuladora da iniciativa dos cidadãos, das empresas, e, de modo particular, a cidade-capital que motoriza a economia nacional e exemplifica caminho e percursos de desenvolvimento, obriga-se à consideração ajustada e determinada em configurar e sublinhar um renascimento urbano poderoso, a caracterizar-se por aumento verificável da coesão social, da inovação e renovação cultural, da revisão e estímulo a uma base económica aberta e competitiva, contrariando a recessão, e traduzindo-se em avanços de autoestima, promovendo a revalorização do património natural e cultural e ao reforço da governança metropolitana distintiva e assente em modernidade".
Fernando Seara, em artigo no DN, Cidade, Mudança e Atitude II

Aprendei oh gentes, que já é tempo!...

10 comentários:

Bmonteiro disse...

Tive esperança que falhando a candidatura a Lisboa, Mr Seara fosse chamado a Ministro do Gov PSD/CDS.
Compensaria a perda da autarquia, com um fôlego significativo para o XIX GC.
Entretanto no DN, imperdível sempre.




Floribundus disse...

gosto muito da cidade pelo conforto.
vivem-se mitos urbanos de falência.
Lisboa está um nojo.
vivo junto ao 'jardim merda de cão'.
importam-se 89% dos alimentos porque se abandonou o campo.
um estado que gasta em ordenados 90% (sem juros de empréstimos) dos impostos
não pode prestar serviços aos contribuintes

Luis Moreira disse...

Os jardins públicos foram entregues à merda de cão. As crianças não podem brincar...

Tonibler disse...

"reforço da governança metropolitana distintiva e assente em modernidade"????
Embrulhe-me duas e queria outra para comer já, sfff.

Bartolomeu disse...

Este Viseense de uma figa (digo de uma figa, porque vendeu a alma, ao candidatar-se à edilidade de Sintra e revendeu-a ao tentar a capital)em matéria de patuá, tem-a toda.
Ainda gostava de saber quais foram os incentivos que criou em Sintra para estimular a iniciativa dos municípes, cidadãos e empresas...
Eu sei que a serra, tão recheada de mistérios e de História, conjugada com o urbanismo e os polos industriais, são uma constelação difícil de consonar, de compatibilizar com os interesses instalados mas... debitar frases pomposas, atirando ao ar ideias de "renascimento urbano poderoso" quando a rede urbana de Sintra era e continua um caos sem solução?!
A capital, não oferece melhores condições que Sintra, a menos que Seara possua uma varinha mágica...
Hmmm???
Tá bem, é casado com a menina edite mas, não creio que em matéria de requalificação urbana, a Senhora esteja ápta a operar milagres, noutros "campos"... é possível que sim...

JPRibeiro disse...

Sim, são frases vazias, bacocas, sem qualquer sentido, mas inofensivas. Totalmente inofensivas.
Já a frase assassina do Dr Soares sobre o Rei D. Carlos, que é de uma gravidade que não pode ser desculpada pela idade do autor, não devia ter sido publicada nunca. Se me permite, isso é que merecia um reparo do blogue.

Bartolomeu disse...

O problema, não se acha no Dr. Soares, nem naquilo que ele fala.
O problema daquilo que o Dr. Mário Soares fala, nas ocasiões em que não diz, tem a ver com a comunicação social que temos.

Pinho Cardão disse...

Caro JPRibeiro:

Claro que me deu vontade de falar sobre isso.
Mas, vistos e ponderados os factos, creio que seria uma perda de tempo.
De tanto dizer e de tão mal-dizer, já ninguém liga ao que diz o Dr. Mário Soares. E até concita pena.

Tonibler disse...

Por menos que isso morreu o rei D. Armindo...

Stoudemire disse...

Fernando Seara personifica o político português. Que pena Eça não o ter conhecido!

Quanto ao Dr. Mário Soares (figura que eu sempre detestei), alguém na família o deveria aconselhar ao recato. A idade não perdoa, mas também é verdade que há gente bem mais nova que provoca muito mais danos do que este simpático bochechas.