Número total de visualizações de página

sexta-feira, 5 de abril de 2013

Somos hospitaleiros e simpáticos....

No meio da agitação política em que estamos mergulhados, não reparamos nas boas notícias. Há muitas coisas boas para divulgar, mas não andamos para aí virados. De vez em quando lá vem uma! Somos um povo hospitaleiro e simpático, isto mesmo confirmou o Fórum Economia Mundial. Portugal surge no topo dos países que melhor acolhem os turistas.
Uma boa notícia não apenas para a economia, mas para a alma lusa que anda tão por baixo, a demonstrar que estas qualidades valem muitíssimo e que delas podemos retirar benefícios. A hospitalidade enquanto prática cultural é imprescindível para o desenvolvimento da actividade turística, não sendo uma condição sine qua non é uma grande ajuda.

5 comentários:

Bartolomeu disse...

É bem verdade Drª. Margarida Aguiar, somos um povo hospitaleiro que acolhe o estrangeiro com simpatia, enquanto escurraça, critica e oprime os da sua terra.
Somos até um povo subserviente, para com o estrangeiro, mas exigímos o impensável aos do nosso país. Se Troica aconselha a cortar "10", o nosso minostro das finanças, decide cortar "100". Quando negociamos cotas de mercado, "baixamos as calças" a todas as exigências. Quando alguém do nosso país quer investir num negócio, levantam-se-lhe as maiores dificuldades burocráticas.
Somos hospitaleiros... para com os estrangeiros, mas absurdamente deficitários em auto-estima, e em reconhecer os valores e as capacidades dos nossos.
Somos hospitaleiros e simpáticos, mas carrascos para com os da nossa gêma...
É a nossa natureza...

Stunning inspiration disse...

Antes fossemos menos simpáticos e mais eficientes !
As pessoas estão cansadas de ser mal servidas por pessoas simpáticas.
De ter maus produtos produzidos por pessoas simpáticas .
De ter um regime politico podre com um ps e psd podres, tolerados por pessoas simpáticas .
Antes fossemos menos simpáticos e mais pragmáticos .

Esta sua postagem Margarida Correia de Aguiar cheira a tentativa de alisamento de pelo, para que as pessoas continuem adormecidas/hipnotizadas e não saiam para a rua queimando tudo , começando pelas sedes do PS e do PSD , não sem deixar de passar pela do CDS e não deixando pedra sobre pedra, nem o escalpe de nenhum responsável politico dos últimos 40 anos de socialismo maldito rosa/vermelho/laranja

Catarina disse...

É verdade. Os estrangeiros consideram os portugueses muito hospitaleiros. Comentários que muitas pessoas que já visitaram Portugal me têm feito. Uma hospitalidade que é abrangente a amigos e familiares. Uma coisa boa que deverá ser mencionada.
Abraço, caro Margarida. : )

Margarida Corrêa de Aguiar disse...

Caro Bartolomeu
Não deixa de ter razão. Temos um problema de auto-estima, temos dificuldade em valorizarmos o que temos de bom. Estou convencida que não temos verdadeiramente consciência deste problema.
Caro Stunning inspiration
Mas que culpa tem a simpatia? Não me diga que o sol que brilha na maior parte dos dias neste cantinho à beira mar plantado é um hipnotizador?
Tudo tem que ver com tudo, mas as razões dos nossos atrasos são outras.
Cara Catarina
E não só, os portugueses que fazem turismo cá dentro sentem o mesmo. Se fossemos um povo antipático, seria bem pior.

Stunning inspiration disse...

Estes dias lia um artigo de um astronauta que esteve na orbita mais distante de sempre da Terra . Ele dizia que não havia simpatia entre os membros da equipe , mas foram os mais eficientes de sempre. Sempre focados no que era mais importante , se concentraram em resultados e não em serem simpáticos !

Em Portugal tem quem tente mostrar que o mundo pode estar se afundando mas que somos muito simpáticos.Por isso temos (devemos ) que ser simpáticos com os grandes responsáveis pela falência generalizada das famílias e empresas, simpáticos com os políticos ladrões e corruptos . Devemos ligar a televisão e ver socrates a vomitar mentiras e sorrir simpaticamente .Devemos ver Cavaco ser cúmplice de socrates e de seu sósia Passos e sorrir simpaticamente !
É essa a mensagem subliminar que a Margarida Correia de Aguiar quer passar !